Fabio Seixas, versão txt
Hey, Sarah, don't get me wrong...
setembro 4, 2009, 2:53 AM por Fabio Seixas

Hey, Saray, don't get me wrong, I think you are an incredible journalist but please don't think you have the right to use TechCrunch audience to offend our government or our people without a really good reason for doing that.

When I knew you are coming to Brazil, I was pleased. As an internet entrepreneur see one of the most important Silicon Valley's journalist coming to Brazil to talk to local entrepreneur was something at least incredible. I'm co-founder of Camiseteria.com a Threadless-like company which is one of the great cases of success in Brazilian internet market in the last few years. I even sent an email on Aug 18 inviting you to come to Rio de Janeiro to visit our office. I received no answer. Not a problem since you are a very busy person.

Well, you know, the whole planet call us a developing country. As an entrepreneur I really don't care about this. I think entrepreneurs should be doing their work in an local or global scale and changing the world for a better place, no matter if he is in Europe, USA or Africa. Journalist should be doing that too. The one thing that I really believe is that before we were North Americans or French or Brazilians, we are humans in a place called Earth. You are just like me. No better, no worse. Just some regular people with will to change the world and make a little finger print in the history.

The thing that really pissed us off was the flag thing. You do not have the right to put a "EPIC-EST FAIL EVER" in our flag just because of some silly visa/IT/trip-planing issue. What our government do when giving a visa was something called reciprocity. For countries that ask for a visa to Brazilians visiting then, Brazil ask for visa too. But I will not put a "EPIC-EST FAIL EVER" in your country flag. Even with all the arrogance I've read in your post, I don't think your country and your people deserves that.

Brazilians may not have the perfect country or the perfect government (well, who has it anyway?) but have one great quality. We are resilient people. We can take a Mike Tyson punch out of nothing and still invite him to a cocktail party later the day. This is the way we are. This is the way we like to be.

So Sarah, if you come to Brazil, you are still invited to came to Rio de Janeiro to visit our office and talk to local entrepreneurs. Maybe we can show you that this whole kidnap and violence thing is more hype than reality. Maybe we can show you how hard is for a Brazilian to get a USA visa.

ps.: Sorry about my English. I'm a Brazilian after all.

------------------------------------------------
Portuguese version
------------------------------------------------

Ei, Sarah, não me leve a mal. Eu te considero uma jornalista incrível mas não pense que você tem o direito de usar a audiência do TechCrunch para ofender nosso governo ou nosso povo sem uma razão muito boa para isso.

Fiquei muito satisfeito quando soube que você viria ao Brasil. Como um empresário da internet ver um dos mais importantes jornalistas do Vale do Silício é algo no mínimo incrível. Sou co-fundador do Camiseteria.com, uma empresa similar ao Threadless, que hoje é um dos grandes casos de sucesso da internet brasileira nos últimos anos. Eu até lhe envie um email no dia 18 de agosto convidando-a para visitar o nosso escritório e bater um papo com empreendedores locais. Não recebi resposta. Nenhum problema nisso já que você é uma pessoa muito ocupada.

Bem, você sabe, o mundo inteiro nós chama de "país em desenvolvimento". Como empreendedor eu realmente não me importo com isso. Penso que empreendedores devem fazer seu trabalho, numa escala local ou global, e mudar o mundo para uma coisa melhor, não importa se fazem isso da Europa, dos Estados Unidos ou da África. Jornalistas deveriam estar fazendo isso também. Uma das coisas que acredito é que antes de sermos norte-americanos, franceses ou brasileiros, somos humanos num lugar chamado Terra. Você é igual a mim. Nem melhor nem pior. Apenas pessoas comuns com a vontade de mudar o mundo e deixar uma pequena impressão digital na história.

O que mais nos irritou foi a questão da bandeira. Você não tem o direito de colocar "EPIC-EST FAIL EVER" na nossa bandeira apenas por causa de uma questão boba relacionada a vistos/TI/planejamento de viagem. O que nosso governo faz é algo chamado reciprocidade. Para países que pedem visto para brasileiros, o Brasil também pede visto de entrada. Mas eu não vou colocar um "EPIC-EST FAIL EVER" na bandeira do seu país. Mesmo com toda a arrogância que li no seu post, eu não acredito que seu pais e seu povo merecem isso.

Brasileiros podem não ter o país perfeito ou o governo perfeito (bem, que os tem afinal?) mas nós temos uma grande qualidade. Nós somos pessoas resilientes. Nós podemos receber um soco do Mike Tyson e ainda assim convida-lo para uma festa no final do dia. Esse é o jeito que somos. Esse é o jeito que gostamos de ser.

Então, Sarah, se você vier ao Brasil, você ainda está convidada a vir ao Rio de Janeiro e visitar nosso escritório e papear com empreendedores locais. Talvez possamos mostra-la que toda essa coisa de sequestro e violência é mais hype do que realidade. Talvez possamos mostra-la o quanto é difícil para um brasileiro conseguir um visto para os EUA.





Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (44) | trackback (0)
Link para este post:



AdSense no Versão txt
maio 6, 2007, 10:55 PM por Fabio Seixas

A muito tempo atrás, quando este blog tinha poucos meses de vida, eu coloquei AdSense para ver a receita que gerava. O resultado, na época, foi pífio. O incomodo de ter publicidade no blog era maior do que o retorno, então resolvi tirar os anúncios.

Naquela época, o tráfego deste site não era como é hoje. Decidi experimentar novamente e voltei com o AdSense.

Seguindo meus princípios, coloquei um pequeno botão 125 x125 somente nas páginas indivíduais dos posts, ainda assim, de maneira que não comprometa a usabilidade da página e a leitura do texto, sem deixar de contextualizar o anúncio dentro do post. Me inspirei no Wisdump que faz justamente da mesma forma, no que se refere a AdSense.

E chega de falar do próprio umbigo. :)






Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (7) | trackback (0)
Link para este post:



Trânsito na Índia
abril 19, 2006, 12:13 AM por Fabio Seixas

E dizem que o trânsito no Rio ou em São Paulo é ruim...





Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (12) | trackback (0)
Link para este post:





    Powered by Movable Type