Fabio Seixas, versão txt

« CitySourced, mais um passo para a democracia direta | Main | ReadWriteWeb Brasil »

Uma grande oportunidade
outubro 2, 2009, 11:08 PM por Fabio Seixas

Hoje a cidade do Rio de Janeiro foi eleita sede dos XXXI Jogos Olímpicos e XV Jogos Para-Olímpicos. Uma grande vitória para a cidade maravilhosa, sem dúvida.

Mas hoje foi um dia de vários sentimentos. Primeiro muita angústia, aquela angústia boa, muito bem ilustrada pela minha amiga Ana Pow como sentimento de disputa de pênalti em final de campeonato, enquanto esperava o resultado da eleição da cidade-sede. Segundo um sentimento de alegria ao saber da vitória do Rio. Mas também um terceiro sentimento, de indignação ao ler no Twitter tantas críticas sobre a realização dos jogos no Rio. Bem, pelo menos a torcida pela vitória me pareceu bem maior que a torcida contra.

O que penso? Penso que esta é uma grande oportunidade. Um grande oportunidade para trazer melhorias significativas para a cidade do Rio, para desenvolver o turismo brasileiro, para aumentar as divisas do Brasil no mundo globalizado, para ampliar a economia nacional e carioca, para empresários alavancarem seus negócios, para que novas empresas surjam, para que mais emprego seja gerado.

Infelizmente também é uma grande oportunidade para falharmos naquilo que nós, como nação, estamos acostumados a falhar. É uma grande oportunidade para políticos corruptos levarem vantagem pessoal, para empresários anti-éticos levarem vantagens em contratos super-faturados, para furarmos o cronograma de planejamento dos jogos, para extrapolarmos o orçamento como aconteceu com a Cidade da Música, para não implementarmos as mudanças necessárias na infra-estrutura da cidade conforme prometido.

Quanto a isso, como cidadãos, devemos fazer o nosso papel de investigar e apontar irregularidades, cobrar resultados e, mais importante, eleger bons candidatos nas eleições presidenciais e estaduais de 2010 e 2014, além das eleições municipais de 2012. É essa turma que vai viabilizar e organizar financeiramente os jogos.

Também não entendo o argumento de que é melhor investir em outras coisas como por exemplo saúde e educação. Esse não é um jogo de poucas fichas. O desenvolvimento econômico brasileiro está aumentando o cacife, colocando mais fichas na mesa. Devemos colocar fichas na saúde, na educação e em todo o resto necessário para um bom desenvolvimento de um país E TAMBÉM colocar as fichas nos jogos olímpicos. Não é um jogo de "OU". É um jogo de "E".

Mas o ponto principal deste artigo não são as possíveis falhas ou glórias na realização dos jogos. É mostrar a verdadeira grande oportunidade que a realização de um evento como esse pode proporcionar.

Nada de bom ou ruim do que listei acima é tão grande quanto a capacidade de um evento dessa magnitude de mudar a mentalidade das pessoas e de ajustar os aspectos negativos da cultura social.

Mentalidade e cultura são aspectos muito difíceis de serem mudados. Somente um grande movimento popular tem essa capacidade. E esses jogos, como também a Copa do Mundo de 2014, trazem essa oportunidade.

É a oportunidade que temos de mostrar para os governantes que temos capacidade de cobrar resultados e legalidade nos processos. É a oportunidade de mostrarmos aos visitantes que somos capazes de sermos mais civilizados e educados no trânsito, de que violência pode ser combatida e minimizada. É a oportunidade de nos unirmos como cariocas, como brasileiros e cobrarmos mudanças e de executarmos nós mesmos outras tantas, na nossa própria atitude, no lixo jogado na rua, na gentileza do trânsito, no ceder lugar ao idoso no metrô, no "bom dia" camarada e bem humorado para o ascensorista na segunda-feira de manhã.

É a oportunidade de mostrar ao mundo que somos capazes de sermos melhores. Desde já.

Fecho esse artigo com o vídeo que todo mundo já viu mas que não cansa de me fazer arripar.

Se você quiser ser voluntário nos Jogos Rio 2016, cadastre-se aqui.




Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (8) | trackback (0)
Link para este post:


Trackback Pings

TrackBack URL para esse post:
http://www.fabioseixas.com.br/mt/mt-tb.cgi/551

Comentários

Fábio, você colocou alguns dos argumentos mais sensatos e pé no chão que vi até agora de quem defende o evento.

Porém, e não tenho grande prazer em apontar isso, esqueça educação, saúde e outros clichês. Seu argumento das fichas na mesa é corretíssimo, mas como podemos ser sede de olimpíadas sem um plano de desenvolvimento do esporte?

Estamos atrasados nisso, motivo pelo qual as verbas gordas que o governo liberou para as olimpíadas deveriam primeiro ser repassadas para este desenvolvimento, para a formação de atletas, recuperação e criação de centros de treinamento e profissionalização de diversas modalidades que vivem no amadorismo.

Não tem lógica agora prometer que o esporte brasileiro vai receber atenção. Agora é tarde. O duro é você ver 150 milhões gastos em um bid para sede de Jogos Olímpicos e ao mesmo tempo ver atleta vendendo camiseta e autógrafo para competir.

Por isso, nada a ver com "onde o governo poderia gastar melhor", mas mais a ver com pré-requisitos que deveriam ser cumpridos muito antes de levantar a mão e dizer "ei, eu posso fazer as olimpíadas".

Postado por: Rodrigo Leme em outubro 2, 2009 11:20 PM


Fábio, tenho que discordar de você. Eu era contra a realização da Olimpiada no Rio e tenho varios motivos para listar como desfavoraveis. Primeiro, como um pais que não tem uma politica esportiva definida pode ser sede do evento maximo. Segundo, como confiar que as pessoas que estão no poder, principalmente no COB onde não existe nenhuma renovação, nao farão igual ao Pan, onde o legado esportivo e social é 0? Terceiro, voce sabe melhor do que eu como o Rio está, mudar isso existe muito esforço politico. Voce acha que alguem, independente de partido, é capaz de fazer isso? Parece justo as pessoas serem contra a realização por estes motivos, pois em muitos casos queriam priorizar esforços naquilo que lhe achavam importante. Eu nem discuto a questão economica brasileiro, que é muito melhor do que antes, porém, entregar esta questão nas mãos dos mesmos. Voce mesmo diz no final do seu post que cultura e mentalidade é dificil de mudar. Por isso enfatizo a questão da política esportiva. Bom, para não me alongar muito, tenho tudo escrito tambem no meu blog. Justiça seja feita, o Rio é sede e agora não adianta falar. E sim fazer.

Postado por: Thiago S. Rosa em outubro 2, 2009 11:33 PM


Rodrigo, concordo com você. Mas passado é passado. Se erramos, tentamos consertar. Se faltou investimento nos esportes nos últimos anos, então que não falte nos próximos, até as olimpíadas e depois dela.

Postado por: Fabio Seixas em outubro 2, 2009 11:35 PM


Thiago, não tenho como negar que motivos desfavoráveis existes. O que quero mostrar é que esse evento é uma oportunidade de mudarmos isso. Pode dar certo, pode dar errado. Espero que dê certo!!

Quanto a cidade do Rio, tenho mesmo sentimento em relação à violência. Acho que vivemos uma cultura do medo, onde a mídia planta na nossa cabeça mais do que a realidade realmente é. Existem problemas, sim. Mas o que pensamos que sejam a magnitude dos problemas ou da violência são na verdade muito maiores do que a realidade. Bem, IMHO, pelo menos.

Postado por: Fabio Seixas em outubro 2, 2009 11:41 PM


Fábio, belo artigo. Hoje mesmo citei a Camiseteria como estudo de caso de saber aproveitar a oportunidade das Olimpíadas para vender mais. Todo país tem seus defeitos. Se você for a Tóquio, Espanha ou EUA, verá que lá há tantos defeitos e tanta hipocrisia como no Brasil.

Eu penso assim: Se elevarmos nosso padrão pela excelência (como uma olimpíada) podemos nos estabacar, mas é a mesma coisa que criar uma loja como a sua baseada na excelência ou um empreendimento como o meu baseado nisso também. Podemos errar o Sol, mas acertaremos a Lua.

Postado por: Marcos Rezende em outubro 3, 2009 7:39 AM


Acho que falta muito para dizer que estamos preparados para mega eventos. Não estou me referindo a falta de estrutura mais sim a falta de étca, moral e principalmente incentivo ao esporte. Como cobrar desempenho e medalhas se na maior cidade do Brasil não temos lugar adequado para a prática de esportes?

Postado por: Vidro Temperado em outubro 11, 2009 7:40 AM


Muito 10 seu artigo!

Postado por: Kelly Mathenhann oxicorte em novembro 19, 2009 1:43 PM


Olá Fábio! Já tive o prazer de lhe conhecer pessoalmente, durante o bate-papo e-commerce, e igo sempre o que está escrevendo. Seu artigo faz parte de uma lista de selecionados da semana! http://wp.me/ptLpm-Zu

Postado por: Roberto Sena em dezembro 11, 2009 8:24 AM


Comente

Aviso legal:
-Não publico comentários anônimos. "josé", "júnior", "maria" e qualquer nome que não informe claramente quem está fazendo o comentário será considerado anônimo. Seja homem (ou se preferir, tenha peito) e assuma sua posição;

-Se quiser que seu comentário seja publicado, informe claramente algum site que o identifique. Pode ser blog, Twitter, Orkut, Facebook ou qualquer perfil na internet e que, por sua vez, também não seja anônimo;

-Não publico comentários desrespeitosos, com palavras de baixo calão, preconceituosos ou que firam qualquer lei desse país;

-Não publico comentários que aparentam ser meras propagandas ou link building;

-Eu publico críticas, desde que respeitem as regras acima.




Lembrar?

(você pode utilizar algum HTML)


Please enter the security code you see here


   Powered by Movable Type