Fabio Seixas, versão txt

« Bill Gates no TED 2009: Mudando o mundo, segundo ato. | Main | Para Entender a Internet »

EPICENTRO, o TED brasileiro
março 7, 2009, 12:39 PM por Fabio Seixas

Ricardo Jordão, o cara por trás do BizRevolution, é um sujeito inquieto. Tão inquieto que não consegue conviver com a idéia de que algo bacana acontecendo em algum lugar do mundo não possa ser replicado aqui no Brasil.

E uma das coisas mais legais que acontece na Califórnia desde 1984 é o TED, a conferência Technology, Entertainment and Design que tem como slogan "Ideas Worth Spreading".

Quando conheci o TED a cerca de 2 anos atrás, a primeira coisa que me veio a mente foi "podia ter um evento desses aqui no Brasil." Acho que todo mundo que curte o TED em algum momento já pensou nisso.

E é ai que entra o Jordão com sua perspicácia e capacidade de realização. Jordão botou na cabeça que o Brasil deveria ter um evento nos moldes do TED e criou o evento EPICENTRO que, sem a menor vergonha em se espelhar no benchmark americano, tem como slogan "Idéias que valem a pena espalhar".

A proposta do EPICENTRO é fazer o que o TED fez a 25 anos atrás, ou seja, iniciar algo que seja fantástico, que reúna pessoas fantásticas, com idéias fantásticas.

Mas sendo o TED um evento de gabarito altíssimo, natural que haja alguma dúvida:

A Bruna Calheiros outro dia postou no Twitter:


twitter_epicentro.gif

Não acho que o EPICENTRO será o que o TED é atualmente. Afinal o TED ultimamente tem contado com nomes de peso em sua programação. Quem sabe no EPICENTRO 2012 possamos contar com nomes como Chico Buarque ou Maurício de Sousa, mas, agora, o que importa é iniciar algo. Além disso, uma das maiores belezas do TED é trazer a tona pessoas fantásticas com idéias fantásticas que não são necessariamente famosas ou populares. Uma das melhores palestras que assisti no TED foi da Jill Bolte Taylor, uma pesquisadora do cérebro humano da qual eu nunca tinha ouvido falar.

Jordão conseguiu reunir um time de palestrantes interessantíssimo, dos quais a maioria eu nem conhecia. E foi justamente isso que me deixou mais animado, ter a oportunidade de escutar essas pessoas com idéias totalmente novas. Fiquei muito feliz quando o Jordão me convidou para palestrar. Falarei sobre como o crowdsourcing está mudando o nosso mundo.

O EPICENTRO acontece dia 19 de março de 2009 e tem a seguinte programação:

14:30 Recepção
15:20 Abertura, Jordão, Co-fundador e Editor do Epicentro
15:30 Luciano Pires, Anarquista Corporativo
15:50 Fabio Seixas, Camiseteiro
16:10 Alexandre Oliva, Evangelizador do Software Livre
16:30 Christian Barbosa, Gerenciador de Tempo
16:50 Vicente Lassandro, Geólogo
17:10 Pedro Mello, Empreendedor Serial
17:30 Eric Acher, Venture Capitalist
17:50 Aleksandar Mandic, A Internet em Pessoa
18:10 Claudia Riecken, Psicóloga 2.0
18:30 Indio da Costa, Político 2.0
18:50 Rawlinson, Empreendedor e Filósofo
19:10 Marco Gomes, Interneteiro Profissional
19:30 Gabriel Peixoto, Educador
19:50 Miguel Cavalcanti, Pecuarista Digital
20:10 Marco Antonio Gonçalves, Marketeiro Jurídico
20:30 Adelson de Sousa, Chateaubriand da Informática
21:00 Encerramento, Jordão, Co-fundador e Editor do Epicentro

O EPICENTRO será transmitido ao vivo pela Aulavox. Todas as palestras serão gravadas em vídeo e disponibilizadas no site do EPICENTRO.

Evento: Epicentro
Onde: IT Midia - Praça Prof. José Lannes 40 - Edifício Berrini 500 - 17º andar - SP
Quando: 19 de março
Horário: 14h30
Inscrições aqui


epicentro.gif




Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (22) | trackback (0)
Link para este post:


Trackback Pings

TrackBack URL para esse post:
http://www.fabioseixas.com.br/mt/mt-tb.cgi/534

Comentários

A ideia do Epicentro é fantástica. Mas fiquei com uma dúvida: "Todas as palestras serão gravadas em vídeo e disponibilizadas no site do EPICENTRO" significa que os vídeos estarão somente no site ou também disponíveis para download, como o TED faz?

Postado por: Thássius V' em março 7, 2009 11:44 AM


Thássius, não tenho os detalhes técnicos, mas acredito que sim.

Postado por: Fabio Seixas em março 7, 2009 11:46 AM


Fabio desculpe a fraqueza no que eu irei dizer agora...

Cara, vc “chupa” uma idéia gringa e cria um “site de camisetas”, saí por ae dando uma pinta de: “social media evangelist” e imagina que as pessoas não vão comentar?!

É desagradável dizer o que eu estou dizendo, mas pra inspirar as pessoas é necessário fazer algo que “inspire” Fabio. Estamos cansados de ver em eventos caras como você, Cris dias e Cia... Poxa, não é nada pessoal, mas isso já é motivo de piada nos bastidores, tipo: “Quem é esse cara pra falar isso?” ou “O Quê que esse já fez ” etc...

Entende?

Em minha opinião, vocês têm muita sorte de que o publico no qual é o target dessas palestras, não é a de um Carlinhos Brown no palco do rock in rio; Geralmente são pessoas educadas e que não tem o despeito de “Puxar uma vaia”, o meu objetivo com esse comentário é ser sincero e dizer pra você o que muita gente pensa e não tem coragem de falar...

Abraços e boa sorte no seu evento.

Postado por: Pedro N. em março 7, 2009 1:37 PM


Jordão conseguiu reunir um time de palestrantes interessantíssimo, dos quais a maioria eu nem conhecia. E foi justamente isso que me deixou mais animado,

É isso o que acaba de me animar também. Chega uma hora que cansa ouvir as mesmas pessoas falando as mesmas coisas em diferentes cenários, né? ;¬]

Postado por: Mark em março 7, 2009 1:52 PM


Thássius,

SIM!!! Todas as palestras estarão disponíveis para download no site do EPICENTRO, no YouTube, na BIZ, no seu site em todos os lugares. Nada NUNCA no EPICENTRO será protegido ou mesquinho ou fechado a uma tribo.

O EPICENTRO é um business, mas eu não vou deixar a coisa parar no dinheiro. O EPICENTRO é um evento com uma CAUSA, ou 200 causas.

ARREBENTA AI que eu vou ARREBENTAR AQUI.

Um grande abraço

Ricardo


Postado por: Ricardo Jordão Magalhães em março 7, 2009 2:05 PM


Pedro,

eu acho que as pessoas podem comentar o que quiserem. Todos tem liberdade pra isso. Mas calma lá. Você deveria repensar o que está falando.

Eu *chupei* uma idéia gringa? Me inspirei em uma idéia gringa? Copiei? Use a palavra que você desejar. Só porque algo bacana foi feito lá fora significa que não temos o direito de fazer aqui no Brasil também? Ou teremos que ficar fadados a viver num "país em desenvolvimento" pra sempre? Você sabia que modelos e idéias de negócio não são patenteáveis justamente porque se fossem isso seria uma grande barreira para o desenvolvimento econômico mundial? Imagina se so existisse uma padaria ou um shopping center no mundo? Ou mesmo uma única farmácia!

Se fosse assim, UOL não poderia existir porque se inspirou na AOL.com. O Cadê não teria existido porque se inspirou no Yahoo, Mercado Livre porque se inspirou no eBay, a Rede Globo em alguma rede de TV americana, etc. Até mesmo aquela empresa que todo mundo ama chamada Google se inspirou no AltaVista. O Google nem mesmo inventou o modelo de CPC ou os links patrocinados. Alias, 99% dos sites brasileiros não existiriam porque foram inspirados em algo que alguém já havia feito antes. Inclusive, provavelmente você nem teria o seu emprego pois posso apostar que você trabalha numa empresa cujo dono não inventou o modelo de negócio, produto ou serviço vendido por ela. Ele certamente fez algo que outros estavam fazendo e que estava dando certo. Estou errado? Se sim, me conte pois é bacana (e raro) ver empresas brasileiras totalmente originais.

Eu não me considero um "social media evangelist". Acho que ninguém deveria se considerar um. Afinal, isso tudo é tão novo que ninguém sabe como faz. "Social media is like teen sex. Everyone wants to do it. No one actually knows how. When finally done, there is surprise it's not better" (http://twitter.com/avinashkaushik/status/1270289378). Se sou convidado para dar palestras é porque, de alguma forma, algumas pessoas querem aprender algo com a pouca experiência que tenho.

Se você está cansado de me assistir em eventos, faça algo melhor para você. Não me assista mais. Se você acha que eu já não posso acrescentar nada pra você, fico feliz, sinceramente. Se todo o mercado estiver no mesmo nível que você, ótimo! Sinal de que o mercado e os profissionais estão evoluindo.

Mas você tocou num ponto interessante nessa questão de target. E é justamente isso. Você não é o target das minhas palestras. Ou tão pouco o "muita gente" que você cita. Mas tenho certeza, que para cada um que não está no target, tem outros 1000 tendo a humildade de assumir que a vida é um eterno aprendizado.

Mas eu só tenho a agradecer a sua sinceridade e seu tempo em me escrever este comentário.

Um abraço, sucesso e muita sorte para você também.

Postado por: Fabio Seixas em março 7, 2009 8:11 PM


Fabio, você como um cara antenado(que eu sei que é), entendeu tudo o que eu quis dizer, acredito não ser necessário a replicação...

Talvez eu esteja equivocado em querer assistir pessoas com idéias inovadoras em nossos eventos, principalmente um que se auto-rotula o TED brasileiro... Quem sabe esse EPICENTRO realmente seja o TED da terra do Tupiniquim, afinal de contas, idolatramos homens que chutam uma bola de couro e mulheres semi-nuas que cobrem o corpo de pena.

Não acreditava que você fosse aceitar o comentário, parabéns pela coragem e a “classe” com que você manteve a resposta. Com certeza educação e respeito você tem de sobra.

Obrigado pela atenção.

Um abraço!

Postado por: Pedro N. em março 7, 2009 9:37 PM


Pedro, você não está equivocado em querer assistir pessoas com idéias inovadoras nos eventos. Você tem mesmo é que exigir isso! Mas não precisa ser necessariamente pessoas novas. Na programação tem bastante gente que eu particularmente nunca assisti, li ou ouvi. E acho isso ótimo.

No meu caso, darei uma palestra que nunca apresentei antes, feita exclusivamente para o Epicentro cujo o tema crowdsourcing é apenas o pano de fundo e que traz algumas idéias inovadoras. De que adiantaria eu palestrar no Epicentro se não fosse para expor justamente isso?

Adoraria poder contar com sua presença e depois ouvir seus comentários se foram ou não idéias inovadoras.

Ps.: Classe, educação e respeito sempre.

Abs

Postado por: Fabio Seixas em março 7, 2009 9:58 PM


Eu não dou tantas palestras assim quanto vocês acham. Ano passado dei duas, sendo uma em Belém em que nenhum de vocês foi. Eu curto esse zeitgeist de acharam que eu estou em todos os lugares, em todos os podcasts e em todos os twitters quando a verdade é bem diferente. Sinal de que estou fazendo alguma coisa certo.

Mas, sim, já estou cansado desses eventos nós-para-nós-mesmos onde estão sempre as mesmas pessoas na platéia e no palco. Quero gente nova, quero idéias novas. Senão o evento é só networking no corredor mesmo. A solução para isso não é necessariamente chamar o Maurício de Souza ou o Carlinhos Brown. Só que isso vai ter que virar um post no meu blog.

Postado por: Cristiano Dias em março 8, 2009 9:51 AM


Achei muito cara de pau esse Epicentro, até o slogan do TED o cara copiou.

Que credibilidade tem um evento que quer falar de inspiração, e copia os outros? Sim, o TED é foda, pode existir um modelo igual no Brasil, mas crie pelo menos o próprio fucking slogan.

Caso contrário, deveria ter entrado em contato com os caras e ter licenciado o evento aqui, com memso nome, logo e tudo.

E outra, esse EPICENTRO tá mais com cara de auto-ajuda corporativa do que qualquer outra coisa, bem longe de inspiração.

Arrebenta? Quebra-tudo? Meu Deus, vergonha alheia. Auto-ajuda não dá.

Postado por: Jonis P. em março 8, 2009 11:35 AM


Gostaria de expor minha opinião ao ler o comentário do Pedro.
Bom, nós brasileiros(em sua maioria)vivemos reclamando e duvidando da nossa capacidade. Um bom exemplo a ser citado é a classe política que elegemos. Sempre estamos reclamando deles. Mas ano após ano são sempre os mesmos que estão em Brasília. Os políticos são apenas reflexo da sociedade em que vivemos!
Pois bem, temos que buscar inspiração em pessoas que, de alguma forma, não ficaram reclamando ou esperando as coisas acontecerem. Foram lá e fizeram!! Vamos falar da internet no Brasil, temos alguns exemplos interessantes: Marco Gomes, Manoel Lemos e o próprio Fabio que saíram da zona de conforto e lutaram contra todas as condições adversas(impostos altos, burocracia e etc). Ou você acha que é fácil tem um negócio no Brasil?
Portanto,antes de reclamar, porque não estudar a fundo o modelo de negócios do Camiseteria e ver como se diferenciar e melhorar o que já existe? Uma boa olhada no mercado poderia constatar que não existe um concorrente que seja a altura do Camiseteria(me perdoe o Miink e o Jaeh! e outros..). Entender o que designers esperam de um site como o Camiseteria. Por exemplo, o valor que o Camiseteria oferece como prêmio não pode ser melhorado? Ou eles querem apenas o reconhecimento pelo trabalho deles (Se você visitar o camiseteria hoje poderá perceber que são quase sempre os mesmos designers que são escolhidos para estampar as coleções). Assim, você poderia se perguntar: Para que ter uma votação de estampas se são quase sempre os mesmos que são escolhidos? Não seria melhor ter apenas esses bons profissionais e eliminar os que mandam desenhos ruins??
Será que uma estrutura centralizada (fornecedor de camisetas, estamparia, estoque) não poderia diminuir os custos e o preço final da camiseta sairia mais barato? Olha aqui: Essa diminuição nos custos poderia ser convertida em mais dinheiro para os designers o que poderia chamar atenção de outros bons desenheiros e aumentar a qualidade das estampas enviadas!!!
E o que os clientes esperam e desejam de um loja como o Camiseteria? Estão satisfeitos com os preços, a forma de pagamento, a entrega, o frete?
Por que não vender as camisetas em outros canais, como lojas proprias, ou ainda, em quiosques nos shoppings pelo Brasil?
Portanto, acho que antes de reclamar das coisas, precisamos mudar nossa realidade. É assim que pensam cabeças como Bill Gates, Steve Jobs e por ai vai...
Que esses caras que buscaram sair da zona de conforto e realizaram algo seja inspiração para todos nós!!

Um abraço

Postado por: Ricardo Colasanto em março 8, 2009 1:08 PM


Iniciativas como a EPICENTRO e até mesmo a CAMISETERIA, baseadas em modelos de sucesso e com criatividade e inovação sufiente para ADAPTAR ao paradigma brasileiro deveriam ser aplaudidas de pé. Porque foram idéias que surgiram e não ficaram apenas na cabeça. Iniciativas espertas o suficiente para abrir nichos dantes nunca explorados. Eu me levanto e aplaudo de pé - porque são iniciativas que fazem a gente ver como com persistência, esforço e criatividade podemos reinventar sim a roda. Que já foi de pedra, madeira (em alguns lugares ainda é), mas o que seria de um aro liga leve se não houvessem inventado o modelo original?
Existem os que lem, enchem a cabeça de boas idéias e ficam só nelas, teoricamente. Criticam iniciativas REAIS e MATERIALIZADAS que inspiram outros ao mesmo. A esses eu convido a inovarem na reinvenção do que já existe, é a partir daí que o novo aparece de uma forma realmente útil.
Sinto não poder ir no EPICENTRO. O evento promente.

RD Guedes

Postado por: Rodrigo D Guedes em março 8, 2009 1:39 PM


Jonis,

O slogan do EPICENTRO é temporário. Eu escolhi esse slogan para ficar claro para TODOS que o EPICENTRO tem a "arrogância", AUTO ESTIMA e "prepotência" se buscar ser um TED brasileiro, ou algo melhor que o TED.

Eu escolhi esse slogan para que TODOS jogassem pedras e EXIGISSEM algo FUCKING EXCELLENCE.

E o EPICENTRO será.

Auto-ajuda?

O que é auto-ajuda?

Fazer academia é auto-ajuda?
Ler um livro por conta própria é auto-ajuda?
Se informar é auto-ajuda?

Eu acredito que sim.

Qual o problema com auto-ajuda?

No TED de 2004 ou 2005, não me lembro, os caras chamaram o Tony Robbins, o mais auto-ajuda de todos nesse planeta, e o talk dele foi legal.

Esse ano teve deficiente físico dando palestra sobre superação. E foi legal.

MAS, o que o EPICENTRO não terá, e eu não vou deixar ter é: gente passando a mão na sua cabeça e dizendo que você é DÚCA. Porque você não é! E tem muito trabalho duro pela frente para ser.

Pode cobrar, EPICENTRO vai rolar.

ARREBENTA!

Ricardo

Postado por: Ricardo Jordão Magalhães em março 9, 2009 9:02 AM


Ricardo,

em principio tb achei esquisito o slogan igual ao do TED. Mas vc respondeu muito bem para o Jonis:

"Eu escolhi esse slogan para ficar claro para TODOS que o EPICENTRO tem a "arrogância", AUTO ESTIMA e "prepotência" se buscar ser um TED brasileiro, ou algo melhor que o TED.

Eu escolhi esse slogan para que TODOS jogassem pedras e EXIGISSEM algo FUCKING EXCELLENCE."

Bancou bonito. Vamos conferir o que vai dar. arrebenta!

abs,

Postado por: Gfortes em março 9, 2009 8:12 PM


O problema de elevar a expectativa ao nivel de um TED é a grande probabilidade de haver uma dissonância cognitiva. Grande exemplo disso foi o Terra encantada (no Rio) que fez comerciais pra TV como se fossem um Six Flags, uma Disneylandia, e quando abriu era no maximo um parque Xangai turbinado. Olha no que deu. Se arrebentou.

Espero sinceramente que o evento seja isso tudo, que tenha havido um trabalho de pesquisa bonito pra pinçar estes palestrantes, porque de gente inteligente e capaz o Brasil ta lotado mesmo. E realmente nao se aguenta mais os presepeiros de sempre, palestrantes profissionais, enchedores de linguiça, que no final só querem whuffies e mais seguidores no twitter. São poucos os que a gente quer ver sempre.
Gosto principalmente dessa coisa anárquica de passar ao vivo e manter os arquivos pra download. Seria uma ignorancia muito grande querer ganhar dinheiro com esse conhecimento, justamente pq nao sao os palestrantes profissionais de sempre.

Que venha Epicentro (nome muito bom por sinal), que venha Brainsessions e que venham outros - contanto que liberem o download pq eu nao me misturo! ¦-]

Postado por: Xong Lee em março 10, 2009 12:18 AM


Acho muito bom existir a vontade e mobilização de realizar um evento como o EPICENTRO, ainda mais sendo inspirado pelo TED.

O que algumas pessoas parecem esquecer é que o valor do TED está no conteúdo e não apenas em seu modelo, assim como estará o valor do EPICENTRO. Que bom que teremos este espaço para experimentar.

Parabéns.

Postado por: Leandro Bulkool em março 10, 2009 9:40 AM


Amigos e amigas,

Faltam 7 dias para o EPICENTRO. Temos até o momento 1.323 pessoas inscritas. Vamos ter alguns malucos falando, e um espaço bacana do lado de fora para deixar a coisa fluir. Espero que vocês participem de alguma maneira, seja no presencial ou na sala virtual.

O meu grande objetivo com o EPICENTRO é criar uma comunidade onde pessoas possam realmente se ajudar a fazer acontecer.

Ontem eu fiz uma palestra prévia sobre o EPICENTRO para os engenheiros engajados da POLI dentro da Poli da USP.

Depois de 15 minutos falando, 3 projetos foram feitos na minha frente entre pessoas que estavam sentadas na platéia.

Sabem qual é a coisa mais bonita da vida, a coisa mais rica que um businessman, vendedor de verdade poderia fazer? Aproximar o comprador do vendedor, aproximar aquele que precisa daquele que quer ajudar.

Eu espero de coração e CÉREBRO que o EPICENTRO cumpra esse papel, no evento, depois dele, SEMPRE.

O EPICENTRO não é uma feira de empreendedorismo, ou um encontro de gente talentosa, eu espero que seja um lugar onde PROJETOS começam ou viram realidade.

“Idéias que valem a pena espalhar” SIGNIFICA muito mais “Mudanças que vou liderar, Projetos que estão em curso. E você, O que VOCÊ está fazendo?”

ARREBENTA!

Ricardo

Postado por: Ricardo Jordão Magalhães em março 12, 2009 9:12 AM


Friends,

Faltam 5 dias para o EPICENTRO. Espero vê-los todos por lá, seja no evento presencial ou no evento virtual.

Eu tenho os pés no chão. Eu sei que o primeiro evento terá alguns furos. E daí, vamos que vamos. O EPICENTRO 2 já está marcado. Será dia 8 de Outubro em um lugar XXXX maior com XXXX mais pessoas independente do resultado do primeiro evento. E o principal, com um número maior de pessoas de fora da minha panelinha.

Dane-se a esquerda, dane-se a direita, dane-se a elite, dane-se os pobres.

O que importa é mostrar pessoas de bem que realmente estão fazendo a diferença para alguém.

Vejo vocês lá, para jogar pedra, descer o pau ou aplaudir.

Ricardo

Postado por: Ricardo Jordão Magalhães em março 15, 2009 11:30 AM


Falar que foram criados projetinhos é a coisa mais fácil do mundo. A execução dos mesmos é o diferencial. Todos temos idéias, precisamos de empreendedores.

Postado por: Alan Kelon em março 15, 2009 3:36 PM


Primeiro quero dar meus parabéns pela iniciativa!

Muito legal mesmo! Eu li os comentários a respeito da cópia, auto-ajuda, nome etc. Mas, apesar de tudo isso (em algumas coisas concordo em outras não e em outras mais ou menos...rs) não podemos negar o fato de que vai ser um evento que vai nos dar a dimensão do que realmente resulta desta convergência entre mundo real e mundo digital (há uma diferença entre os dois mesmo que subjetiva).

Vejo que o “Bizrevolution” escolheu um time que tem “um pé no mundo físico”. Quero dizer que ele escolheu pessoas que tem inserção na internet, mas também tem “pontos” na sociedade cotidiana. Muitos eventos sobre internet ficam somente de internautas para internautas, mas esse parece que vai poder ser de não-internautas para internautas. Não sei, estou supondo...

Infelizmente não tem mais vaga e mesmo que tivesse não poderia ir porque é em uma quinta-feira (dia de trabalho para mim e para muitos outros. Pensem nisso no próximo evento), mas vou acompanhar o conteúdo!

Quanto as críticas não esquentem! Neste mundo nada se perde tudo se aproveita (ou se transforma) essa regra vale até mesmo para os críticos! E acreditem em mim: eles são muito úteis...rs

Postado por: Ubiratan Carlos Machado em março 18, 2009 1:04 PM


Ninguém mais do que eu adora compartilhar conhecimento de graça sem pedir nada em troca.

Eu gostaria muito de ter atendido a vontade de todos de participar do EPICENTRO que rolou ontem.

Nós tivemos 1.600 inscrições para o evento, muitas delas feitas nos últimos 3 dias. Não foi possível redimensionar as coisas na última hora.

A sala já estava lotada uma hora e vinte minutos antes de começar o evento. Com meia hora no ar o aulavox já estava com 200 conexões na sala.

O EPICENTRO, sem qualquer tipo de marketing de massa ou apoio de gente grande, tomou uma proporção gigantesca.

Empreender é isso mesmo. Risco, risco, risco.

Eu dei a cara para bater, apanhei, apanhei, tô apanhando, mas já estou de pé novamente.

O lugar é pequeno? No EPICENTRO 2 será 10x maior.

O som deu pau? No EPICENTRO 2 será outro fornecedor, outro som.

A internet não funcionou? No EPICENTRO 2 vamos usar outra coisa.

A palestra X não foi boa? No EPICENTRO 2 vou trazer outro profissional para falar.

O EPICENTRO é uma idéia maravilhosa e a sua visão é única. O sonho não acabou, apenas dobra na responsabilidade.

O EPICENTRO 2 vem aí, e muito antes do final do ano, vou entregar um evento capaz de distribuir conhecimento interessante para milhares de pessoas poderem mudar esse país para melhor.

Todas as palestras de ontem foram gravadas em vídeo e muito em breve estarão disponíveis na íntegra no web site do EPICENTRO.

O EPICENTRO 2 vem ai!

Postado por: Ricardo Jordão Magalhães em março 20, 2009 9:40 AM


Olá, Fabio. Bom dia!

Estava lá no epicentro (o cara q te falou que te segue no twitter). Eu fiz um post com reviews de todas as palestras incluindo a sua. Um abraço! E não esquece do blog.

http://fernandoimperator.wordpress.com/2009/03/23/epicentro-ideias-que-valem-a-pena-espalhar-1%C2%AA-edicao/

Postado por: Fernando Imperator em março 23, 2009 2:13 AM


Comente

Aviso legal:
-Não publico comentários anônimos. "josé", "júnior", "maria" e qualquer nome que não informe claramente quem está fazendo o comentário será considerado anônimo. Seja homem (ou se preferir, tenha peito) e assuma sua posição;

-Se quiser que seu comentário seja publicado, informe claramente algum site que o identifique. Pode ser blog, Twitter, Orkut, Facebook ou qualquer perfil na internet e que, por sua vez, também não seja anônimo;

-Não publico comentários desrespeitosos, com palavras de baixo calão, preconceituosos ou que firam qualquer lei desse país;

-Não publico comentários que aparentam ser meras propagandas ou link building;

-Eu publico críticas, desde que respeitem as regras acima.




Lembrar?

(você pode utilizar algum HTML)


Please enter the security code you see here


   Powered by Movable Type