Fabio Seixas, versão txt

« Primeira impressão, marketing, marcas e participantes | Main | Semana Global de Empreendedorismo »

Minhas conclusões sobre o Intercon 2008: Quem não arrisca não petisca
outubro 28, 2008, 3:23 PM por Fabio Seixas

Sábado aconteceu o InterCon 2008, evento que está se tornando referência para profissionais de Internet.

Foi perfeito? Não. Foi difícil? Sim. Foi bacana? Muito! Valeu a pena? Demais da conta, sô.

Disse lá no palco e repito aqui. Precisamos inovar e inovar é arriscado. Às vezes algumas coisas não saem exatamente como planejado. É ruim? Muito. É importante? Muito.

Falhamos na parte técnica das palestras simutâneas na parte da manhã, o que levou ao um atraso no cronograma e consequetemente, ao tempo curto para o Fat5 fazer sua apresentação como deveria, no final do dia.

A palestra do Gil que eu estava intermediando foi a que deu problema. Tive que quase rebolar no palco. Fui eu que, infelizmente, tive que encerrar a palestra do Fat5 antes do ideal. Mais uma rebolada pública. Me senti muito mal por ter que fazer aquilo. Mas eu não sou o dono do evento e não cabia a mim tomar a decisão de encerrar ou não. Mas cabe a mim gerenciar a situação no palco.

Não vou me estender tanto quanto o Luli em sua série de posts (parte I, parte II, parte III). Vou apenas deixar aqui o proveito que eu tirei do evento e do qual acredito todos deveriam aproveitar, mesmo os armados de críticas.

"Inove ou morra. Melhor um inovador ferido do que um acomodado morto."

Agradeço ao Luli pela liderança inovadora, ao Tiago Baeta pelo convite e pela confiança em mim, ao Rafael Ribeiro pelo apoio técnico, ao Mack pelas piadas no meio da confusão e por ter acertado os microfones, ao Fat5 pela forma bacana como compraram a idéia de participar do evento, a todos os demais palestrantes pelas sábias palavras e ao público que, como disse no fechamento, foi muito generoso com sua cumplicidade e participação.

Até o ano que vem.




Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (5) | trackback (0)
Link para este post:


Trackback Pings

TrackBack URL para esse post:
http://www.fabioseixas.com.br/mt/mt-tb.cgi/516

Comentários

É isso aí Fábio. Tenho que concordar com vc. Assim como comentei nos posts do luli, volta a dizer aqui: O #Intercon foi revolucionário e inovador. Problemas técnicos acontecem e todo lugar. Ainda mais com a gente que trabalha na com web. Quem nunca ficou sem internet? Quem nunca dependeu de um fornecedor? Isso acontece.

Parabéns pelo evento que fizeram e, como já falei lá, estou ancioso pelo FF'09!

[]´s

V.

Postado por: Vinícius Luiz - @vluiz em outubro 28, 2008 1:58 PM


Fabio,
Fiquei muito bem impressionado com a condução que vocês tiveram, mesmo nas horas mais complicadas.
Engenheiro de obra feita tem aos montes por aí, que se danem eles.
Está de parabéns, a bucha não foi pequena não.

Postado por: Daniel em outubro 28, 2008 3:07 PM


Ola Fabio!!
Eu consigo baixar os conteudos dos seminarios na Intercon 2008?Se vc tiver algum link ou arquivo para disponibilizar...seria mto legal...abraços!

Postado por: Ricardo em outubro 28, 2008 8:21 PM


Fabio, nem esquenta... quem critica, no mínimo tem dor de cotovelo e jamais seria capaz de agir de forma tão brilhante como vocês. Tô contigo e não abro. Abraço

Postado por: Lígia Dutra em outubro 29, 2008 11:28 PM


Oi Fábio

Acho que você resumiu muito bem a moral da história. É inovar ou morrer.

O resto é resto. Quem preferiu prestar atenção nas falhas (absolutamente aceitáveis) - não sabe o que perdeu no evento, não tem o que falar e agora fica potencializando bobagens.

Parabéns pela ótima condução ao lado do Luli, e parabéns ao iMaster pela coragem de inovar - ainda que isso implicasse em correr riscos e errar.

Abs.

Agê.
www.propagandopropaganda.blogspot.com

Postado por: Agê Alessandro em outubro 30, 2008 11:06 AM


Comente

Aviso legal:
-Não publico comentários anônimos. "josé", "júnior", "maria" e qualquer nome que não informe claramente quem está fazendo o comentário será considerado anônimo. Seja homem (ou se preferir, tenha peito) e assuma sua posição;

-Se quiser que seu comentário seja publicado, informe claramente algum site que o identifique. Pode ser blog, Twitter, Orkut, Facebook ou qualquer perfil na internet e que, por sua vez, também não seja anônimo;

-Não publico comentários desrespeitosos, com palavras de baixo calão, preconceituosos ou que firam qualquer lei desse país;

-Não publico comentários que aparentam ser meras propagandas ou link building;

-Eu publico críticas, desde que respeitem as regras acima.




Lembrar?

(você pode utilizar algum HTML)


Please enter the security code you see here


   Powered by Movable Type