Fabio Seixas, versão txt

« Proxxima 2008 | Main | iPhone 1.1.4 »

Blogosfera não é imprensa tradicional. Aproveitem isso!
fevereiro 17, 2008, 5:19 PM por Fabio Seixas

Infelizmente não estive presente no Campus Party. Uma conjunção de fatores me impediu de ir a São Paulo participar deste grande evento. Certamente não deixarei passar no ano que vem.

Quem quiser ter uma boa idéia do que foi o evento, recomento a leitura do artigo do Pedro Dória no Estado de São Paulo (Via Viu Isso?)

Talvez o momento mais debatido do evento tenha sido o debate que abordou, mais uma vez, a questão "jornalistas x blogueiros". O Michel Lent escreveu uma ótima peça sobre o epsódio.

Houve ainda o protesto pacífico onde um blogueiros vestido de dinosauro invadiu o aquário da sala de imprensa para manifestar pela segregação entre jornalistas e blogueiros proporcionada pelo evento ao criar uma área de imprensa onde só podiam entrar jornalistas de veículos tradicionais.


Fotos do radar cultura

Apesar da criatividade, eu me peguei questionando a razão e o objetivo da ação. Em muitos aspectos a blogosfera é muito mais eficiente que imprensa tradicional. Falo de abrangência, quantidade e velocidade da informação. E ainda assim a blogosfera cisma em querer ser tratada como imprensa tradicional. Não somos. E isso é bom!

É a aquela velha história do copo meio cheio ou meio vazio. A imprensa "blogosférica", essa feita por jornalistas amadores e profissionais, deveria se vangloriar de não precisar de um aquário, privilégios e preferências para fazer o seu trabalho. Deveria se orgulhar de ser aberta, democrática, transparente e ágil, características que muitos veículos tradicionais não podem oferecer.

O Campus Party por si só já deveria ser considerado mais um grande passo na democratização da comunicação aberta, espontânea e instantânea já que disponibilizou um link largo e democrático de conexão com a Internet.

Pra mim, o copo estava meio cheio no Campus Party no que diz respeito a questão de imprensa tradicional e blogosfera. A imprensa tradicional, cheia de hierarquias e processos editoriais, precisa de muletas para fazer seu trabalho. Precisa de alocação de profissionais, de um espaço exclusivo, sem barulho e de computadores emprestados. Por outro lado, temos a democrática blogosfera com seus milhares de voluntários, dotados de notebooks conectados e máquinas fotográficas focadas, com agilidade e opiniões afiadas (ou não) funcionando em um lindo caos harmônico (ou nem tanto).

Não digo que a imprensa tradicional não serve para nada. Muito pelo contrário. Neste país onde ainda buscamos a inclusão digital, a imprensa tradicional tem seu importante papel. Nem digo que ela é pior ou melhor que a imprensa "blogosférica". Digo apenas que tem estruturas diferentes, modelos de custos diferentes, objetivos diferentes e, principalmente, meios diferentes.

Cada um deveria cuidar do seu meio e deixar que o outro cuide melhor do meio que não entendemos. Deixem os jornais levarem suas informações do dia anterior impressas em folhas de papel para milhões de pessoas desconectadas e continuem fazendo o seu papel de colocar na web notícias e opiniões cada vez mais inteligentes e bem escritas.

Deixem o papel e a TV para quem os fazem bem. Nós temos a Web e sabe como comandá-la.




Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (13) | trackback (0)
Link para este post:


Trackback Pings

TrackBack URL para esse post:
http://www.fabioseixas.com.br/mt/mt-tb.cgi/469

Comentários

Falou e disse.

Postado por: Luis Henrique em fevereiro 17, 2008 4:31 PM


O dia em que perceberem que a "midia tradicional" e a "blogosfera" DEPENDEM uma da outra, vão olhar pra traz e rir dessa "rivalidade" que eu chamo de idiota, mas que talvez não seja inútil.

Cada um fazendo o seu papel, cá e lá, só temos a ganhar. Cada um faz o que sabe melhor, esse é o ponto chave.

Parabéns pelo artigo Sr Mr Fabio :P

Postado por: FMatt em fevereiro 17, 2008 4:41 PM


Fabão,

A idéia da ação foi muito mais uma provocação, uma brincadeira, que depois o pessoal do 'aquário' entendeu e entrou na onda, posando para nossas lentes como dinossauros. Achei muito bacana da parte deles, e acredito que a presença de jornalistas-blogueiros lá dentro ajudou bastante nisso.

Em nenhum momento nós, blogueiros, queríamos entrar no aquário (não para ficar, mas até entrar pra falar com um amigo era proibido). Pelo contrário, queríamos que os jornalistas se integrassem com todos, circulassem, imergissem no evento como nós fizemos.

Eu torço para ver o dia em que não se diferenciará um blogueiro de um jornalista pelo veículo ou título. E acredito que não vai demorar muito.

Uma pena você não ter ido. Sua ausência foi sentida por muitos.

Abraço

Postado por: Manoel Netto em fevereiro 17, 2008 6:09 PM


Eu também sou dos que acha que um depende do outro. É besteira confundir as coisas e querer ser o que não pode ou não tem capacidade.

Blogueiro escreve para um público e tem o perfil X, josnalistas tem outro público e aaca o perfil Y.

UM depende do outro, um foca em uma área e outro em outra, mas tudo no final tem o mesmo intuito, informar.

Blogs hoje tem a vantagem de alem de informar, discutir, coisa que a midia tradicional não deixa, afinal impresso ou TV são formatos fechados e não há como discutir.

Mas acho besteira ataques e etc de ambos os lados, isso não leva a nada e muitas vezes desgata a imagem ;)

Postado por: Alexandre Formagio em fevereiro 18, 2008 6:58 AM


Penso exatamente da mesma forma, cada um deve seguir naquilo em que é bom, e olha que tem blogueiros que se acham bons e ainda querem competir com mídias tradicionais...
Parabéns pelo ótimo artigo, abraço.

Postado por: Neto Cury em fevereiro 18, 2008 7:03 PM


Oi, Fábio. Não me pergunte os motivos, mas tenho percebido que uma parte de nós anda azeda, impaciente, mal humorada, sem saco, belicosa... uma parte significativa de nós, se não em número, pelo menos em importância. E isso nos leva, dentre outra coisas a equívocos como essa suposta e tosca rivalidade entre blogs e imprensa - há outros equívocos igualmente relevantes ou não sendo levados a cabo. Nota-se isto a que estou me referindo nos posts de alguns dos principais representantes da blogosfera presentes no cparty. Um momento-sem-saco? Ressaca? Estrelismo? Sei lá.
Sua presença realmente fez falta. Lufadas de bom senso e lucidez são muito bem vindas em momentos assim.
Grande abraço!

Postado por: Wagner Fontoura em fevereiro 18, 2008 10:30 PM


apesar de blog ser um tipo de mídia, raros blogueiros possuem discernimento algum para bater de frente com os jornalistas...

Postado por: mario sergio em fevereiro 20, 2008 8:17 AM


Concordo plenamente. Pode ser difícil para alguns aceitarem, mas não somos a imprensa tradicional, e isso é ponto a nosso favor, porém, eles não perdem ponto com isso.

É que as pessoas sempre acham que já existe um rótulo ou etiqueta pronto pra tudo que surge de novo. Aí querem misturar tudo na mesma prateleira.

Postado por: Luiz Henrique em fevereiro 21, 2008 1:18 PM


Parte do auêee feito sobre esse assunto vem de pessoas ( blogueiros ou jornalistas ) que não tem o que falar.
Fazer o quê??
O ser humano gosta de ser notado.

Postado por: tigo em fevereiro 21, 2008 5:54 PM


Isso tem cara de isca lançada por empresários da mídia tradicional... Tal separação me parece bastante fantasiosa...
Mas setores tradicionais da imprensa não pensam assim...

http://fabianopereiradesigner.blogspot.com

Postado por: Fabiano Pereira em fevereiro 25, 2008 11:29 PM


Blogs não são a mídia tradicional, isso é fato e nem é preciso ficar discutindo. O que acontece é que jornalista da mídia tradicinal, não quer saber de uma pessoa não qualificada, está escrevendo sobre um assunto do tipo "politica".

Na verdade, acho que ninguem tem que ligar para ninguem, a discussão é boa, mas não vai levar a nada no final de tudo.

Postado por: Tiago Celestino em março 2, 2008 10:14 AM


Excelente artigo.

Hoje em dia nossas redações estão cada vez mas enxutas, faltam jornalistas para realizar coberturas e apurar matérias.

Se por um lado o google e as assessorias de imprensa já ajudam os jornalistas na elaboração de suas matérias, bons blogs também estão conseguindo isso quando apresentam detalhes sobre os assuntos abordados.

O mais triste da história é ver que a imprensa está desfalcada e não consegue chegar aonde os blogueiros, jornalistas ou não, conseguem.

Postado por: Enivaldo Aguiar em março 6, 2008 3:52 PM


Lúcido.
Muito bom Fábio.

Postado por: João Ghinato em março 13, 2008 7:33 AM


Comente

Aviso legal:
-Não publico comentários anônimos. "josé", "júnior", "maria" e qualquer nome que não informe claramente quem está fazendo o comentário será considerado anônimo. Seja homem (ou se preferir, tenha peito) e assuma sua posição;

-Se quiser que seu comentário seja publicado, informe claramente algum site que o identifique. Pode ser blog, Twitter, Orkut, Facebook ou qualquer perfil na internet e que, por sua vez, também não seja anônimo;

-Não publico comentários desrespeitosos, com palavras de baixo calão, preconceituosos ou que firam qualquer lei desse país;

-Não publico comentários que aparentam ser meras propagandas ou link building;

-Eu publico críticas, desde que respeitem as regras acima.




Lembrar?

(você pode utilizar algum HTML)


Please enter the security code you see here


   Powered by Movable Type