Fabio Seixas, versão txt

« TechCrunch40 e o mercado americano de Web 2.0 | Main | Web 2.0 por Evanndro Reis »

Start-ups e a sua carreira
outubro 1, 2007, 10:42 PM por Fabio Seixas

Já passei pela criação de 7 empresas start-ups, alguma como empresário, outras como colaborador. Aprendi um bocado com isso. Algumas coisas você só aprende na marra. Não existe faculdade ou MBA que vá te ensinar. Muitas coisas você aprende lendo os livros certos nos momentos certos. Além disso, vida de empreendedor serial é uma montanha russa emocional, cheia de altos e baixos e de alternâncias de momentos de total convicção e inacreditável insegurança.

Start-ups são o playground de pessoas inovadoras. Nesse ambiente é possível inovar sem ser *muito* recriminado, ao contrário do que acontece em empresas estabelecidas, onde o ambiente normalmente não favorece a inovação.

Em toda a minha carreira, que já chega aos 15 anos, só trabalhei em uma única empresa com mais de 150 funcionários. E olha que eu já passei por várias empresas.

Na época da minha faculdade, eu sempre dizia para os meus colegas que era melhor optar por um estágio em uma empresa pequena, se possível uma start-up, pois seria possível ter contato direto com todos os (poucos) níveis da empresa e ter a oportunidade de aprender de tudo um pouco, diferentemente de trabalhar em uma grande empresa onde geralmente o funcionário tem contato apenas com 1 ou 2 níveis dentro do seu próprio departamento.

Montar start-ups é uma atividade muito interessante, pois a cada nova empreitada, você percebe que ainda tem muito a aprender, que sempre haverá uma situação com a qual você ainda não lidou. Esse aprendizado conquistado com o próprio suor, não tem preço. E não estou falando de técnicas de gerenciamento, negociação ou vendas. Estou falando de emoções que aprendemos a lidar quando nos deparamos com situações críticas, com relacionamento com pessoas ou clientes ou quando nos deparamos com adversidades do mercado. Nenhuma faculdade ou MBA sequer pensa em trabalhar o desenvolvimento emocional de gerentes ou empreendedores. Focam apenas no aprendizado técnico, que, a meu ver, não responde por nem 30% das características necessárias para o obter sucesso empresarial. Isso me faz lembrar o Empretec.

Cada nova start-up é um passo no vazio, na incerteza. Pessoas que conseguem tirar convicção de situações como essas são verdadeiros empreendedores. Geralmente, esse tipo de vivência não se aprende trabalhando em grandes empresas.

Então ficam algumas sugestões para quem está começando sua carreira:

Você está na faculdade e não sabe o que fazer da vida
Procure trabalhar em uma empresa pequena. Você terá a oportunidade de conhecer vários tipos de trabalhos e poderá encaminhar melhor a sua carreira. Procure empresas que sejam pequenas mas que já tenham estabilidade no mercado. Uma empresa muito nova e muito pequena e mal estruturada é uma roleta russa que você não vai querer viver. Estando lá se interesse por várias áreas, mesmo que você não tenha sido contratado para algo específico. Extraia todo o conhecimento possível das pessoas, mas não seja chato. Todo mundo detesta o chato.

Você está querendo montar a sua própria empresa e não tem experiência
Procure trabalhar em uma start-up. Aproveite o fato de que outro empreendedor – seu chefe – está correndo todos os riscos na criação de uma empresa e cuide de absorver toda e qualquer experiência relacionada a criação da empresa. Procure olhar com olhos de empreendedor, mesmo sendo funcionário. Você estará não só exercitando seus dotes empresariais, como também poderá colaborar muito para a formação da própria empresa. Com isso você estará minimizando seus riscos quando for criar a sua empresa, já que todo aprendizado é uma forma de minimizar riscos.

Você quer fazer carreira em uma grande empresa e ninguém tira isso da sua cabeça
Procure trabalhar em uma pequena empresa. Aproveite que você está no começo da sua carreira e de uma oportunidade a si mesmo de aprender coisas que você nunca aprenderá em uma grande empresa. Tenho certeza que esse aprendizado irá criar uma vantagem competitiva enorme entre você e seus demais colegas da corporação. Hoje, mesmo em grandes empresas, é valorizado quem tem espírito empreendedor. Aprenda a empreender em uma pequena empresa e depois vá colher os frutos durante a sua carreira corporativa.

Essas dicas não me foram dadas quando eu estava na faculdade. Tive que aprende-las por contra própria. Dependendo do que você vai fazer com essas dicas, sua carreira pode ser muito diferente. Então reflita um pouco.




Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (21) | trackback (1)
Link para este post:


Trackback Pings

TrackBack URL para esse post:
http://www.fabioseixas.com.br/mt/mt-tb.cgi/440

Quem está linkando Start-ups e a sua carreira:

» Start-ups e a sua carreira de Fabio via Rec6
Algumas dicas para quem está começando a carreira. [Leia mais]

Tracked em outubro 2, 2007 12:46 AM

Comentários

Fábio, parece até que eu te mandei um email pedindo algumas dicas e recebi esse post como resposta! eEle abordou exatamente o momento pelo qual estou passando na minha vida profissional (final de faculdade, vontade de empreender, etc).
Até fiz um blog (http://planoa.wordpress.com) para tentar dividir essa experiência com outras pessoas (estudantes, formados, empreendedores, etc).

Abraços e sucesso nos seus empreendimentos
ps: sou fã do Camiseteria :)

Postado por: Gian Carlo Martinelli em outubro 1, 2007 11:39 PM


Ah... e sobre a enxurrada de brasileiros no Facebook (post Twitter): também estou com essa impressão... não sei se é pq ando convivendo com muitos intercambistas na faculdade e seus amigos brasileiros ou se realmente a coisa está pegando por aqui... mas só no último mês e meio meu perfil saiu de 0 amigos brasileiros para uns 25...
E por falar em Facebook, sabe se alguém anda desenvolvendo Apps aqui no Brasil?

Postado por: Gian Carlo Martinelli em outubro 1, 2007 11:51 PM


Genial! Bem explicado e na mosca.

Postado por: Denniscs em outubro 2, 2007 12:16 AM


A grande maioria das faculdades não incentivam seus alunos a montar sua própria emrpesa. Até mesmo os chamados 'cursos de empreendedorismo' vão te ensinar a como arrumar um bom estágio em uma grande empresa, para que seus pais e o resto da sociedade fiquem contentes.

Muito boas as dicas, de verdade!!

Quando você faz uma faculdade 'pseudo reconhecida' por grande empresas,onde todos correm atrás de "bons" estágios, é preciso saber o que quer, e ter personalidade para seguir um caminho diferente.

Abs!

Postado por: Fábio em outubro 2, 2007 12:28 AM


bravo! bravo!
*como é a onomatopéia de palmas mesmo?

btw, você e o Brian se combinaram é? hehe

[]'s

Postado por: Luis Henrique em outubro 2, 2007 9:00 AM


Ótimo post Fábio. Estou passando e entendi todas as suas colocações quando falou sobre a questão da emoção e dos altos e baixos em start-ups.

Em certos momentos, parece que descobrimos a formula mágica. Dali a pouco, a idéia já não parece tão boa. É nessa hora que precisamos de foco, porque não é nada fácil encontrar gente dando força quando precisamos.

Mas não há nada melhor do que produzir algo original. Acho que não há nada melhor do que ser empreendedor!

Abraços.

Postado por: Rodrigo Cunha em outubro 2, 2007 11:30 AM


Muito obrigado pelo post, é muito bom.

Trabalhei 10 anos para consultorias de negocio internacionais e posso confirmar que tambem nesses ambientes "privilegiados" o jovem funcionario não vai aprender muita coisa. Sobretudo não vai aprender a lidar com a vida, por falta de tempo ;-)

Tenho pouca experiencia com start-ups mas posso dizer com absoluta certeza que nessas experiencias vc aprende a lidar com a vida muito mais que trabalhando 12 horas por dias para fazer milionarios os socios da empresa.

Postado por: Francesco em outubro 2, 2007 11:49 AM


Excelente post! Uma boa iniciativa compartilhar suas experiências com quem está começando. Acredito que este seja também uma das dificuldades no Brasil, a ausência de foros de discussão (eventos por exemplo) sobre empreendedorismo profissional para pessoas em início de carreira ou mesmo jovens empreendedores que ainda não conseguiram transformar suas idéias em negócios. Parabéns!

Postado por: Tanaka em outubro 2, 2007 12:41 PM


Ótimo post Fábio. Se puder escrever mais sobre sua experiência com a questão de empreender e inovação vou ficar grato. :)

Postado por: Rafael Slonik em outubro 2, 2007 2:36 PM


Só não pode confundir "empresa pequena" com "empresa de fundo de quintal" que já está acomodada em seu mercado e não vai a lugar nenhum. ;-)

Postado por: Cristiano Dias em outubro 3, 2007 6:59 AM


Me identifiquei completamente com seu post.
estou muitas vezes aprendendo tudo "na marra".
Sei que faz parte do aprendizado e que é válida essa experiência. Mas muitas vezes no caminho, gostaria de ter encontrado notas como essa aqui escrita por você.

Facilitaria um pouco mais nossa vida no sentido de luta (e de reflexão).

Muito obrigado Fábio! Muito obrigado mesmo! :)

Postado por: Neto em outubro 5, 2007 3:08 PM


EXCELENTE SEU BLOG!!!!
Parabens!

Entendo e confirmo o que você escreveu neste post...

mantemos contato,
Carlos.

Postado por: carlos em outubro 6, 2007 8:55 PM


Excelente posicionamento.

Concordo e completo: aos interessados, tenho vagas! Entrem no site do Instituto Inovação e mandem seus currículos!

Postado por: Felipe Matos em outubro 8, 2007 11:58 AM


Fábio,
Vivi uma experiência parecida com a relatada em seu post e acrescentaria um item, tentar trabalhar em uma startup incubada, pois o ambiente de incubadoras é muito rico, você consegue conviver com pessoas de empresas diferentes e tem fácil acesso aos empreendedores.
A iPixel surgiu assim eu era estagiário de uma empresa incubada e surgiu a oportunidade de abrir meu próprio negócio.
Ourto ponto interessante é o empretec vale fazer é muito interessante.
Abraço,

Postado por: José Luiz Quintella em outubro 11, 2007 4:40 PM


Ótimo post! Esse é pra guardar no delicious. Nada melhor do que um depoimento de quem entende do assunto.

Postado por: Alexandre Fugita em outubro 15, 2007 10:14 PM


Cara, parabéns! Adorei o texto. Achei muito inspirador.

Pena que o estou lendo às 16h33 da quarta no meio do meu expediente e não tenho como parar muito para refletir nele. Mas concordo com o Fugita. Já guardei esse no meu delicious :-)

Abraço!

Postado por: Johann em outubro 17, 2007 3:34 PM


Gostei de seu post e está acontecendo comigo.
Ter conhecimento em várias areas por ser uma empresa pequena, para que leve numa boa as perguntas que seram construtivas tem que ser simpatico e saber onde esta errando antes que seu chefe encontre pois quando tiver uma empresa não tera ninguem vendo seu potencial ali e sim seus clientes dando palpites que ja poderia ter sido feito acho legal esse tipo de comentário.

Postado por: everton em outubro 23, 2007 6:26 PM


Certa empresa de investimentos disse que não invest em Star-Ups, oq ela quis dizer, que tipo de negócio é este. vc pode me esclarecer. abs...

Postado por: Wander em junho 19, 2008 4:36 PM


Preciosas dicas!
Valeu cara :)

Postado por: Leonardo em fevereiro 19, 2009 8:27 PM


Muito boa essas dicas! :D

lendo as entrelinhas, você falou de vários valores como empreendedorismo, criatividade, trabalho, honestidade, éticos, humildade, desenvolvimento pessoal e profissional.

Estou fazendo um projeto sobre empreendedorismo e cooperativismo como foco em Software Livre (na área de TI).

Vale lembrar que esta sendo bem difícil pois tem que juntar no mínimo 20 pessoas interessadas, porem todo mundo quer uma estabilidade, saber de receber certinho no final do mês, acho que medo, de não dar certo e varias coisas.

Já avisei que precisamos de uma pesquisa de mercado para podermos saber ande estamos pisando, quem seriam nossos clientes em potencial, e conjunto a isso, começar a resolver a papelada da empresa, e levantar uma terceira via, a qualidade dos nossos serviços com desenvolvimento pessoal e profissional (visando sempre o aperfeiçoamento dos cooperados, como graduações, pós-graduações e certificações).

Por onde estou indo esta correto? Que eu preciso para atrair empreendedores, posso resumir assim, pessoas que ajudem a desenvolver essa idéia, como acha-las?

Abraços

Postado por: Calex em fevereiro 26, 2009 10:35 AM


Muito boa essas dicas, geralmente convivemos com esssas duvidas, e estão sendo esclarecidas de forma compreensiva por você, e claro a sua experiência, que acaba por relatar o que é presente em nosso momento agora.

Abraços

Postado por: Elisane em abril 1, 2009 2:44 PM


Comente

Aviso legal:
-Não publico comentários anônimos. "josé", "júnior", "maria" e qualquer nome que não informe claramente quem está fazendo o comentário será considerado anônimo. Seja homem (ou se preferir, tenha peito) e assuma sua posição;

-Se quiser que seu comentário seja publicado, informe claramente algum site que o identifique. Pode ser blog, Twitter, Orkut, Facebook ou qualquer perfil na internet e que, por sua vez, também não seja anônimo;

-Não publico comentários desrespeitosos, com palavras de baixo calão, preconceituosos ou que firam qualquer lei desse país;

-Não publico comentários que aparentam ser meras propagandas ou link building;

-Eu publico críticas, desde que respeitem as regras acima.




Lembrar?

(você pode utilizar algum HTML)


Please enter the security code you see here


   Powered by Movable Type