Fabio Seixas, versão txt

« Doando sangue | Main | Encontro de blogueiros no Rio »

Modelos alternativos de monetização de blogs
julho 22, 2007, 4:18 AM por Fabio Seixas

Muita gente quer ganhar dinheiro com blogs. A receita de bolo tradicional é: crie um blog com conteúdo interessante que as pessoas queiram ler, coloque algum tipo de publicidade comissionada (adSense, Mercado Livre, HotWords, Buscapé, etc, etc), publique conteúdo sempre e espere os cliques nos anúncios.

Esse modelo tem alguns pontos fracos e só funcionam "de verdade" para poucos.

Audiência
É preciso ter uma audiência grande para que haja retorno financeiro relevante. Com pouca audiência, a conta fica nos centavos. Para ganhar dinheiro é preciso ganhar escala. Cada post atingido uma quantidade cada vez maior de leitores. Vejo uma relação de posts/leitores. Quantos leitores cada post de um blog atinge? Se a relação for baixa, você precisa postar muito. Se a relação for alta, basta um post para ver a grana começar a entrar. Em geral, existe um ponto de equilibrio onde postar mais não significa necessariamente mais receita, já que a quantidade de leitores tende a não crescer na mesma proporção.

Quanto custa?
Quem está vendendo algo é o blogueiro, no caso, espaço no seu blog. Mas quem define o preço é quem compra, a empresa que usa o espaço para veicular uma propaganda de um terceiro, o anunciante. Se o espaço é do autor, este não deveria ter o poder de definir por quanto quer vender esse espaço? Teoricamente sim mas por questões de patricidade o blogueiro prefere não se meter no meandro da negociação de espaço publicitário pois é mais fácil e rápido optar por um pacote pronto padronizado. "Ei, blogueiro, quer um esquema aqui de publicidade? Você me libera um espaço no seu blog e eu te dou x% do que você gerar de receita para mim." Modelo consagrado. Ai o cara entra e vai testando. Usa um parceiro aqui, outro ali, vê qual tem uma relação de custo/benefício melhor, qual se adegua melhor ao conteúdo do seu blog e assim vai levando enquanto tenta aumentar a audiência.

Cegueira publicitária
Com o aumento cada vez mais rápido de informações que nos são apresentadas diariamente, estamos ficando cegos para publicidade. Ai entra a tal história dos paraquedistas do Google. O leitor fiel tende a consumir só o conteúdo, já o cara que chega pelo Google tende a clicar mais nos anúncios já que está procurando por algo. Ou seja, o modelo de publicidade online, tem um grande desafio, tornar os anúncios relevante para o leitor fiel, este que mantém a base da audiência.

As partes
Blogueiros, empresas de publicidade, leitores. Em uma escala de benefício, quem se dá bem primeiro é a empresa de publicidade, depois o blogueiro e em terceiro, o leitor, mesmo assim pode-se dizer que o leitor nada ganha com a publicidade que lhe é apresentada. No máximo dizer que ele descobriu algo relevante clicando em algum anúncio.

Apesar dos pontos francos, este é o modelos mais difundido. Mas será que não cabe a difusão de modelos alternativos a esse?

Patrocínio
Um modelo interessante é o de patrocínio. Um blog pode definir se preço para que uma empresa patrocine seu blog por um determinado periodo de tempo. Nesse caso, o preço está atrelado ao tamanho da audiência e ao poder aquisitívo e/ou relevancia do público para o patrocinador. Neste caso, pode haver ou não o intermediador para conseguir o patrocinador e repassar parte do ganho em forma de comissão. O poder fica na mão de quem cobra o anunciante. Se é o blog, o intermediador ganha um percentual como comissão. Se é o intermediador, quem ganha a comissão é o blog. A questão é que quem ganha a comissão em geral fica com menos (as vezes muito menos) que a metade.

O patrocínio permite um brand awareness melhor para o anunciante e tende a trazer resultados melhores. Além de receita garantida para o blogueiro independente da audiência.

O leitor também ganha
Mack do The Viral Garden, trouxe um ponto muito interessante. Como tornar o triângulo blogueiro/leitor/anunciante interessante para todas as 3 partes. Como o leitor também pode ganhar? E se esse leitor também for blogueiro? Algumas possibilidades:

  • Revenue Sharing: Leitores/blogueiros se cadastram em um blog e fornecem seus códigos adsense que será usado na impressão de anúncios. Quanto mais um leitor comentar, mais vezes o anúncio dele aparece.
  • Uma loja online que patrocina um blog e oferece um vale-compras para quem comentou durante o período de patrocínio (mais ou menos na idéia do Mack).
  • Um blogueiro que converte parte das suas receitas em publicidade em vale-compras de lojas online para seus leitores.
  • ProBloggers 2.0
    Uma evolução para os ProBloggers poderia ser eles deixarem de depender de intermediadores (ie. Google) e passarem a negociar por conta própria (ou com uma equipe) seus espaços publicitários. Seria economicamente viável? Talvez para blogs muito grandes.

    Finalizando
    Esse texto foi na verdade um grande apanhado de uma porção de coisas que andei pensando recentemente. Não há uma conclusão, apenas ficam as idéias para estimular um debate.




    Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



    Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
    permalink | comentários (6) | trackback (0)
    Link para este post:


    Trackback Pings

    TrackBack URL para esse post:
    http://www.fabioseixas.com.br/mt/mt-tb.cgi/418

    Comentários

    Fábio,

    Esse é o debate a partir do qual acredito que surgirão alternativas pro que que você chama de problogger 2.0 - uma vez que (concordo) o modelo que vigora atualmente só serve a pouquíssimos.

    Olhar para os mercados americano e europeu nos dão sim algumas pistas de caminhos possíveis. Levantar novas possibilidades de forma original, criativa e/ou a partir de pontos de vista mais maduros idem.

    E isso tem sido fomentado sim na blogosfera, particularmente nos últimos tempos por blogueiros que já se tocaram de que há aqui oportunidades de fato a serem exploradas.

    Grande abraço!

    Postado por: Wagner Fontoura em julho 22, 2007 7:24 PM


    Creio que a publicidade patrocinada seja um bom caminho para blogs como o meu por exemplo tenho poucos acessos não publico conteúdo em massa e não falo sobre todos os tipos de anúncios,já que o que se vê que gera realmente tráfego no Brasil e pornografia, vejo que os anúncios comissionados são apenas para preechimento de espaços em branco pois apenas geram receitas consideráveis a grandes portais e/ou a blogs de altíssima visitação.

    Postado por: alex em julho 23, 2007 10:46 AM


    É complicado esse negócio.

    Também acho que publicidade via Adsense e Buscapé em Blogs é muito controverso...e - creio eu - boa parte dos cliques vêm da boa intenção de alguns em render alguns centavos ao blog que lhe chamou a atenção, e não necessariamente esses cliques demonstram um real interesse no produto/servio anunciado.

    Posso estar errado, mas acredito que nos próximos anos o Google vai mudar bastante essa 'fórmula mágica de publicidade'. Pelo menos aqui no Brasil, onde as coisas do Google são...eh...enfim.

    Do mais, é bom ter cuidado. Nunca se sabe quando os blogueiros e ProBloggers, sem mais como obter renda a partir de seus hobbies, começarão a vender camisas e criar concorrências a parte!

    http://tradutorium.wordpress.com
    PS: Pois é, eu sei que o nome do meu Blog carrega grandes influências...:-P

    Postado por: Wendell Raphael em julho 23, 2007 2:17 PM


    Fabio, ótimo texto.
    Adoro Blogs, mas percebo a cada dia a decadência de blogueiros do topo, qualquer lixo por cliques no AdSense.
    No meu blog enquanto não tiver um conteúdo decente, não colocarei os anúncios.
    Cadê a Ética? Vale tudo por independência e dinheiro?
    A blogsfera tem pessoas de extrema capacidade para fazer qualquer coisa, mas eles se perdem em seu próprio conhecimento, mas esses indivíduos duram pouco, pode ter certeza.

    Postado por: Adriano em julho 26, 2007 1:35 PM


    Fabio cara teu blog e massa.

    Postado por: toshibt em fevereiro 5, 2008 7:39 PM


    ESSE BLOG E MUITO BOM DE +

    Postado por: michael em maio 18, 2009 7:04 PM


    Comente

    Aviso legal:
    -Não publico comentários anônimos. "josé", "júnior", "maria" e qualquer nome que não informe claramente quem está fazendo o comentário será considerado anônimo. Seja homem (ou se preferir, tenha peito) e assuma sua posição;

    -Se quiser que seu comentário seja publicado, informe claramente algum site que o identifique. Pode ser blog, Twitter, Orkut, Facebook ou qualquer perfil na internet e que, por sua vez, também não seja anônimo;

    -Não publico comentários desrespeitosos, com palavras de baixo calão, preconceituosos ou que firam qualquer lei desse país;

    -Não publico comentários que aparentam ser meras propagandas ou link building;

    -Eu publico críticas, desde que respeitem as regras acima.




    Lembrar?

    (você pode utilizar algum HTML)


    Please enter the security code you see here


       Powered by Movable Type