Fabio Seixas, versão txt

« Google e Maxthon | Main | Fun Friday: A Hot Date with LonelyGirl15 »

O que é o Google?
abril 11, 2007, 10:10 PM por Fabio Seixas

O Google é uma tentativa frustrada, e nem por isso menos louvável ou carente de utilizadade prática, de compreender a semântica de uma Web extremamente carente de metadados.




Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (9) | trackback (0)
Link para este post:


Trackback Pings

TrackBack URL para esse post:
http://www.fabioseixas.com.br/mt/mt-tb.cgi/340

Comentários

A web só será realmente semântica quando os computadores NÃO precisarem de metadados.

Já me convenci que metadados não são um bom negócio. O volume de informação já é super, hiper, mega grande. Então criar dados sobre dados só piora as coisas.

Postado por: Rafael Slonik em abril 12, 2007 10:00 AM


nessa frase eu boiei!

Postado por: Daniel Mariz em abril 12, 2007 10:25 AM


Daniel, não se preocupe. O Rafael também não entendeu.

Ou então eu não entendi o Rafael. :)

Postado por: Fabio Seixas em abril 12, 2007 11:38 AM


Essa é uma visão um tanto quanto apocalíptica...

Postado por: Guilherme em abril 12, 2007 1:18 PM


Boa! Muito Boa!

Eu só não mencionaria o "frustrada", pois, depois do Google é que a web começou a se tornar mais semântica.

Postado por: Renato Cruz em abril 13, 2007 10:55 AM


Eu acho que jamais a web terá metadados suficientes para fazer a web semântica decolar desta forma. Se a maioria dos sites sequer seguem os padrões mínimos da web, imagina pedir a todos que usem metadados. Utópico.

Postado por: Alexandre Fugita em abril 13, 2007 1:03 PM


Alexandre,
acho que isso depende de alguma motivação econômica.

As empresas hoje não tem motivação econômica para se adaptarem aos mínimos padrões da web.

Um exemplo: Todos os sites querem estão no indice do Google, correto? Essa é uma motivação econômica pois estar no Google significa mais visitas, mais negócios e mais vendas. Agora imagine que para fazer parte do indice do Google, as empresas precisassem se adaptar aos padrões web. Quem não estivesse adeguado, simpliesmente não iria aparecer no Google. Certamente haveria uma enxurrada de sites se adequando.

Acontece que você não precisa estar dentro dos padrões da web para fazer parte do Google e conseguentemente ganhar visitar e vendas.

O que vejo é que se a web semântica se tornar algo muito grande (e acredito que irá, só não sei em quanto tempo) para fazer parte dela os sites precisaram ter metadados. Se participar da web semântica significa mais visitas, mais vendas, mais negócios, ai sim as empresas terão uma motivação econômica para disponibilizarem metadados.

Postado por: Fabio Seixas em abril 13, 2007 1:25 PM


Fabio,

Olhando por este lado, concordo. Mas ainda acho que mesmo sem metadados os sites continuarão a ser encontrados pelos mecanismos de busca. Vão ficar com ranking menor e implementar metadados talvez seja uma técnica de SEO.

O que acho ruim dos metadados é a necessidade de criar essa segunda web, para máquinas. É uma complicação desnecessária que não funcionou qdo quiseram construir uma web para celulares (WAP). Sei que posso estar viajando mas imagino que a web semântica só se torne realidade no momento que as máquinas atingirem um certo grau de inteligência e sejam capazes, por si só, de entender de verdade o significado da informação, sem metadados.

Abraços!

Postado por: Alexandre Fugita em abril 13, 2007 6:14 PM


Pessoal,

Acho que os metadados surgiram de forma automática usando inteligência artificial. Vejam esse demo.

[]s

Postado por: Christian Aranha em abril 23, 2007 4:17 PM


Comente

Aviso legal:
-Não publico comentários anônimos. "josé", "júnior", "maria" e qualquer nome que não informe claramente quem está fazendo o comentário será considerado anônimo. Seja homem (ou se preferir, tenha peito) e assuma sua posição;

-Se quiser que seu comentário seja publicado, informe claramente algum site que o identifique. Pode ser blog, Twitter, Orkut, Facebook ou qualquer perfil na internet e que, por sua vez, também não seja anônimo;

-Não publico comentários desrespeitosos, com palavras de baixo calão, preconceituosos ou que firam qualquer lei desse país;

-Não publico comentários que aparentam ser meras propagandas ou link building;

-Eu publico críticas, desde que respeitem as regras acima.




Lembrar?

(você pode utilizar algum HTML)


Please enter the security code you see here


   Powered by Movable Type