Fabio Seixas, versão txt

« Fabio Seixas na 1ª Conferência WEB 2.0 | Main | Web 2.0 is linking people... »

Lost 2.0
fevereiro 3, 2007, 11:40 PM por Fabio Seixas

Uau! Fiquei fascinado com essa notícia via TechCrunch: Help Find Jim Gray With Web 2.0

Um famoso cientista computacional americano chamado Jim Gray, foi dado como desaparecido após sair para um passeio em alto mar. A guarda costeira americana lançou uma força tarefa em busca do cientista mas nada encotrou. Então a Amazon entra na jogada de maneira brilhante (diferente do que fez a RedBull no buraco de São Paulo).

A Amazon iniciou uma nova força tarefa na busca em alto mar. Só que ela não lançou seus funcionários em barcos atrás do cientista. Simplesmente usou 2 de seus brilhantes serviços, o S3 storage service e o Mechanical Turk, juntou com uma porção de fotos de satélite da região onde estaria à deriva o cientista. Assim milhaers de pessoas podem ajudar a encontrar um pequeno ponto de 6 pixel na vastidão de imagens e achar Jim Gray.

Duas interpretações: Colaborativismo e Marketing

Colaborativismo
Fastástico ver como as novas ferramentas da web permitem coisas maravilhosas. Envolver milhares de pessoas na busca de uma pessoa desaparecida, mesmo que estas pessoas estejam na Ásia.

São essas ferramentas, desenvolvidas com o foco no usuário, na co-criação e no colaborativismo online que permite que forças tarefas enormes possam surgir em questão de dias ou horas. Nada disso seria possível se ainda tivessemos a visão da web 1.0.

Marketing
A Amazon foi brilhante em ajudar de forma efetiva uma causa nobre e ainda assim expor 2 de seus produtos que são partes importantes de sua estratégia de plataforma WebOS, sem parecer oportunista.

Conclusão
Essa interpretação nos traz as seguintes conclusões:

  • Ao fazer uma ação de marketing social, faça-o pelo social e não pela oportunidade/retorno.
  • A web 2.0 está ai e é uma realizade cada vez mais importante. Novos paradigmas. Novas possibilidades.




    Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



    Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
    permalink | comentários (4) | trackback (0)
    Link para este post:


    Trackback Pings

    TrackBack URL para esse post:
    http://www.fabioseixas.com.br/mt/mt-tb.cgi/277

    Comentários

    Fabio,

    Isso não é marketing social. O pessoal está consternado. O CTO da Amazon foi colega do Jim Gray. O cara é muito querido. A última coisa que o pessoal está pensando agora é em web 2.0 ou qualquer coisa parecida. Tem gente na NASA tentando tirar foto de satélite na região, um monte de gente com avião tentando sobrevoar a área etc.
    Não achei oportuno o post da TechCrunch. O pessoal da Red Bull estava pensando em fazer marketing, o cara da Amazon está com um amigo perdido.

    Camilo

    Postado por: Camilo Telles em fevereiro 4, 2007 7:12 AM


    Camilo, foi justamente o que disse. A Amazon não fez pelo marketing, fez pelo social. O social de achar um amigo. Ainda assim, uma ação social.

    Mas não há como negar que há algum benefício de marketing nisso. :)

    Fabio

    Postado por: Fabio Seixas em fevereiro 4, 2007 7:44 AM


    Eu que não sou exatamente Polyanna não vi em momento algum a entrada da Amazon como marketing, NEM o benefício indireto. Claro que ele existe, mas falar dele seria dizer que fabricantes de coletes salva-vidas fazem marketing por colocar sua logo nos produtos.

    Aliás, não é só a Amazon. Google entrou na busca, assim como a Microsoft, que disponibilizou a equipe do MSN Earth, aviões e redirecionou satélites para fotografar a região.

    Postado por: cardoso em fevereiro 4, 2007 12:33 PM


    Olá, tomei a liberdade de linkar vc no "Liberdade". Até mais.

    Postado por: Emilio em fevereiro 4, 2007 6:04 PM


    Comente

    Aviso legal:
    -Não publico comentários anônimos. "josé", "júnior", "maria" e qualquer nome que não informe claramente quem está fazendo o comentário será considerado anônimo. Seja homem (ou se preferir, tenha peito) e assuma sua posição;

    -Se quiser que seu comentário seja publicado, informe claramente algum site que o identifique. Pode ser blog, Twitter, Orkut, Facebook ou qualquer perfil na internet e que, por sua vez, também não seja anônimo;

    -Não publico comentários desrespeitosos, com palavras de baixo calão, preconceituosos ou que firam qualquer lei desse país;

    -Não publico comentários que aparentam ser meras propagandas ou link building;

    -Eu publico críticas, desde que respeitem as regras acima.




    Lembrar?

    (você pode utilizar algum HTML)


    Please enter the security code you see here


  •    Powered by Movable Type