Fabio Seixas, versão txt

« Promoção no Camiseteria.com: Até 30%! | Main | Fun Friday »

É tudo uma questão de marketing e experiência (ou "como entregar menos e ainda cobrar mais")
novembro 21, 2006, 4:50 PM por Fabio Seixas

Sabe o Suflair, o chocolate da Nestlé? Já pararam para pensar na sacada de marketing ao desenvolverem esse produto?

Pegue uma barra de chocolate normal, coloque um monte de bolhas de ar dentro dele (uhh.. menos chocolate?), crie uma imagem de sofisticação e venda uma quantidade menor de chocolate por um preço maior. E você ainda come aquilo achando ótima a sensação de comer um chocolate aerado.

Imaginem quanto aquela pequena ideia de colocar bolhas dentro do chocolate criando uma excelente sensação ao comer não trouxe de aumento de lucratividade para o produto?

É tudo uma questão de marketing. É tudo uma questão de experiência do consumidor.




Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (11) | trackback (0)
Link para este post:


Trackback Pings

TrackBack URL para esse post:
http://www.fabioseixas.com.br/mt/mt-tb.cgi/237

Comentários

Que suflair que nada. O esquema é cercar uma fonte de água, engarrafar e vender! =D

Postado por: Rafael Slonik em novembro 21, 2006 7:25 PM


Junte a isso a percepção popular de que comida "chique" vem em quantidades pequenas, e temos um vencedor.

Postado por: cardoso em novembro 21, 2006 9:12 PM


Com certeza! Foi o que eu sempre pensei a respeito. Pode parecer insignificante, mas não. E, se tornou um diferencial que todos poderiam ter, mas que seria não original para as demais marcas.

Postado por: Thalis Valle em novembro 22, 2006 2:02 PM


Como lucrar 5% a mais com pasta de dente?
Já pensei em colocar um tipo de "areia" e dar a sensação de um "esfoliante bucal"... Diminuiria a quantidade de pasta e aumentaria a dita "experiência" do consumidor.

Ou o modo mais fácil: Aumentar o diâmetro da boca do tubo em 5% :-)

Postado por: Doufer em novembro 22, 2006 3:14 PM


E as havaianas? O custo de produção deve ser de R$1, aqui no Brasil vendem por R$10-20, e no exterior por USD 20-30, só porque algumas famosas resolveram usar (ou foram pagas pra isso).

Postado por: Luiz de Paiva em novembro 22, 2006 4:41 PM


O marketing é a alma de qualquer negócio. Além disso, eles aproveitaram a criatividade de unir uma coisa nova, as bolhas no chocolate, com a economia gerada por isso. Como várias pessoas gostaram, ficou mais fácil ainda cada uma influenciar outras tantas a gostar também.

Postado por: Carlos em novembro 22, 2006 8:31 PM


É legal mesmo, mas talvez colocar as bolhas lá dentro seja mais caro do que comprar mais chocolate. Não conheço o processo de fabricação. ;-)

Postado por: Cristiano Dias em novembro 23, 2006 2:49 PM


Sou obrigado a concordar com o comentário do Cristiano Dias.
Quanto ao marketing, ele envolve uma série de processos muito mais complexos que a simples promoção do novo produto (após, obviamente, a sua concepção).
Neste ponto, diria que o posicionamento é a peça fundamental para o sucesso.
E isso é algo que podemos observar no chocolate de uma empresa multinacional, no tamanho dos vidros caros de perfumes e até mesmo na mercearia de uma cidadezinha do interior.
Viva o mundo em que se pode cobrar mais por menos. =)

Postado por: jean ap em novembro 29, 2006 9:46 PM


Jean e Cristiano: a grande "sacada" do Suflair é que ele só pode ser produzido industrialmente, já que precisa de um maquinário específico para isso. Portanto, não pode ser produzido artesanalmente.

É claro que há questões de marketing muito maiores nessa história que garantiram o sucesso do "menos por mais", mas sei que existe um diferencial de produção. Só não sei qual o preço de tudo isso e se empresas menores conseguiriam sustentar a produção de chocolate aerado.

Postado por: MaWá em novembro 30, 2006 8:46 AM


A sacada foi fantástica, e uma das estratégias que eu penso que eles utilizaram,foi a ferramenta usada(propaganda), o comercial em rede nacional no horário nobre, com um estilo leve e marcante. Bastava só chamar "suuufléeer"(suflair), que o chocolate flutuava e chegava nas suas mãos.Isso ocorreu em volta de 1986, eu acho. E foi um estouro.
Além da marca ainda existir, ela foi ampliada, agora existem ovos de páscoa, sorvete, tortas...
A Nestlé é uma multinacional,e é notório que eles conduziram bem no mix de marketing ( 4's:praça, preço, produto e promoção).
É só pensar onde encontramos, quanto pagamos, o que consumimos, a embalagem e as promoções ( propaganda, merchandising, publicidade...).

Postado por: aninha em setembro 18, 2008 2:56 AM


É por aí mesmo. Tem gente que bate no peito e diz que não consome determinado produto devido ao marketing, à propaganda. Puro engano. As campanhas bem sucedidas são muito bem estudadas para fisgar o consumidor de com força.

Por outro lado, não há campanha de marketing que faça de um produto ruim um sucesso. O marketing começa pelo produto.

Desculpe, mas não consigo me conter. Suflair não é "areado". É aerado.

Postado por: Bruno Grunig em novembro 5, 2009 11:19 AM


Comente

Aviso legal:
-Não publico comentários anônimos. "josé", "júnior", "maria" e qualquer nome que não informe claramente quem está fazendo o comentário será considerado anônimo. Seja homem (ou se preferir, tenha peito) e assuma sua posição;

-Se quiser que seu comentário seja publicado, informe claramente algum site que o identifique. Pode ser blog, Twitter, Orkut, Facebook ou qualquer perfil na internet e que, por sua vez, também não seja anônimo;

-Não publico comentários desrespeitosos, com palavras de baixo calão, preconceituosos ou que firam qualquer lei desse país;

-Não publico comentários que aparentam ser meras propagandas ou link building;

-Eu publico críticas, desde que respeitem as regras acima.




Lembrar?

(você pode utilizar algum HTML)


Please enter the security code you see here


   Powered by Movable Type