Fabio Seixas, versão txt

« "Journey to Torino" e "Torino Conversations" | Main | Enfim, RSS no O Globo »

Evangelistas
fevereiro 9, 2006, 8:56 PM por Fabio Seixas

e.van.ge.lis.ta
s. m. 1. Autor de um dos quatro Evangelhos (S. Mateus, S. Marcos. S. Lucas e S. João). 2. Sacerdote que canta ou recita o Evangelho na missa. S. m. e f. Pessoa que preconiza uma doutrina.

Existe hoje no mundo corporativo das empresas altamente conectadas a figura do evangelista corporativo ou evangelista de produto.

Uma busca no site de empregos Monster.com mostra que existem 152 vagas para evangelistas só nos EUA.

Que figura é essa e que papel representa na nova cultura mundial de marketing?

Primeiro surgiram os "technology evangelist" que tinham a função de doutrinar empresas a utilizarem novas tecnologias. Creio que o primeiro evangelista tecnológico da história foi Guy Kawasaki enquanto trabalhava para a Apple em meados da década de 80. Apple evangelist, Mac evangelist foram termos cunhados na época.

A coisa depois evoluiu mais para um conceito de marketing com os products evangelists e marketing evangelists, não vendendo somente uma tecnologia mas também qualquer tipo de produto ou cultura. Culturalmente podemos citar os diversos evangelistas anônimos e não remunerados do iPod da Apple (acredito que o iPod foi além de um simples produto tecnológico e se tornou um ícone cultural).

Evangelista não é apenas um cargo. É quase um modo de vida. Tanto é que os evangelistas anônimos do iPod não são funcionários da Apple. Talvez o mais popular evangelista da atualidade seja Robert Scoble, da Microsoft. Esse cara ama a Microsoft. Ama tanto que muitas vezes critíca publicamente seu empregador. Faz isso porque sabe que isso será bom para a empresa. Evangelistas amam uma causa, não o seu emprego. Por isso são tão importantes para estas empresas.

Robert Scoble, enquanto evangelista da Microsoft, tornou-se tão popular e influenciador de massas que arrisco dizer que a Microsoft não pode mais demiti-lo, seja lá por qual for o motivo. Seria péssimo pra imagem da empresa.

Aqui no Brasil, nunca vi tal figura, formalmente concebida. Alguém conhece algum? Podemos dizer que os representantes da HerbaLife são evangelistas?




Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (9) | trackback (1)
Link para este post:


Trackback Pings

TrackBack URL para esse post:
http://www.fabioseixas.com.br/mt/mt-tb.cgi/69

Quem está linkando Evangelistas:

» Evangelistas divulgam boas idias. Seja na Galilia ou na Glria. de Carreira Solo
Li agora no Blog do Fabio Seixas sobre os Evangelistas Corporativos. Fiquei com uma pulga atrs da orelha, comentei e no resistindo estou trazendo o comentrio em form de post para vocs, meus leitores. A pergunta era a seguinte: existem... [Leia mais]

Tracked em fevereiro 10, 2006 9:56 AM

Comentários

Acredito que não Fábio. Acho que você tocou num ponto interessante: o evangelista nem precisa ter um vínculo empregatício e/ou financeiro com o seu "mestre" ou, se preferir, a "idéia" que ajuda a divulgar.

Utilizando do próprio exemplo dos Evangelistas canônicos, vale lembrar que muitos estudos apontam que existem distorções criadas a partir da necessidade de defender uma ou outra corrente da Igreja que nascia...Mas isso é papo para outro post.

Acho que, no mundo ultra-comunitário de hoje, podemos sim nos tornar Evangelistas de Boas-Novas quenos agradem e que para nossa comunidade representem melhoria de vida, de educação etc.

Ou, até mesmo, de uma nova maneira vestir seus conceitos e idéias. Touché.

;D

Postado por: Mauro Amaral em fevereiro 10, 2006 9:47 AM


Olá, paz e bem!

Lí no CS e vim até aqui para ler o post que é realmente excelente!

É justamente esse o conceito... a fidelidade a uma causa, uma idéia original que necessita de constante atualização ou contextualização como queira.

Daí resulta sua força. Assim como os primeiros evangelistas que com seu envolvimento e relato pessoais difundiram toda uma cultura e modo de encarar a vida.

Como diria Heráclito: "Tudo muda exceto a própria mudança" influenciado, a meu ver, por toda a cultura oriental anterior e que a partir dos gregos "evangelizaram" o mundo.

É por aí.

Fraternos []s

Postado por: Leo em fevereiro 10, 2006 5:32 PM


E aí, Fá, saudades!

Papo brabo esse, hein?! Vc pediu, aqui vão os links... O primeiro, AS FRANQUIAS DA FÉ, um exemplo tipicamente brasileiro de se conduzir um 'rebanho', puro brainwashing:

O segundo, citação do próprio Guy:

É aquele lance, vc precisa acreditar naquilo que vende e as 'técnicas corporativas de evangelização' resolvem o problema do patrão qdo. o funcionário não consegue convencer a si mesmo (que dirá a outrem). As vezes não deixa de ser uma mentira q repetida muitas vezes passa a ser encarada como verdade, seja para o gestor, o funcionário ou o cliente:


Marketing é tudo!!! Great findi ;)

Postado por: Cris Zimermann em fevereiro 11, 2006 12:28 AM


Fábio,

Meta alcançada! Obrigado pela visita! Abraços,

Vinícius Factum

Postado por: Vinícius Factum em fevereiro 11, 2006 1:41 PM


Oiê!

Tem vc hoje no BOB, já viu?!

Bjsss e uma ótima semana ;)

Postado por: Cris Zimermann em fevereiro 13, 2006 1:59 PM


Olá Fabio.

Acho que os Herbalifes são evangelistas, muitos dos usuários de Mac são evangelistas, muitos dos usuários de iPod são evangelistas etc.

Muito bom o texto.

Abraço

Postado por: Bruno Kaneoya em fevereiro 13, 2006 4:10 PM


Continue escrevendo com essa capacidade de explanação que você tem. Bom dia!

Do amigo Vinícius Factum

Postado por: Vinícius Factum em fevereiro 14, 2006 9:12 AM


Que posso dizer...

Deus me livre destes caras.
devia ter um tag embaixo "do mesmo criador
do telemarketing"

abs

ps gostei do blog

Postado por: Adriano em março 3, 2006 10:36 PM


Execelente artigo fábio, ótimo.
Abraços

Postado por: Monthiel em abril 27, 2006 12:28 PM


Comente

Aviso legal:
-Não publico comentários anônimos. "josé", "júnior", "maria" e qualquer nome que não informe claramente quem está fazendo o comentário será considerado anônimo. Seja homem (ou se preferir, tenha peito) e assuma sua posição;

-Se quiser que seu comentário seja publicado, informe claramente algum site que o identifique. Pode ser blog, Twitter, Orkut, Facebook ou qualquer perfil na internet e que, por sua vez, também não seja anônimo;

-Não publico comentários desrespeitosos, com palavras de baixo calão, preconceituosos ou que firam qualquer lei desse país;

-Não publico comentários que aparentam ser meras propagandas ou link building;

-Eu publico críticas, desde que respeitem as regras acima.




Lembrar?

(você pode utilizar algum HTML)


Please enter the security code you see here


   Powered by Movable Type