Fabio Seixas, versão txt
Conceitos do Camiseteria.com
agosto 24, 2005, 12:05 AM por Fabio Seixas

Essas duas últimas semanas tem sido uma loucura....  muito trabalho. Mas valeu a pena.... Eu e meus dois ilustres sócios, Rodrigo David e Tiago Teixeira, colocamos no ar o Camiseteria.com

Basicamente o Camiseteria é um site que vende camisetas com estampas feitas pelos usuários. Mas por trás deste negócio existem várias novidades e conceitos bem interessantes.

Primeiro, o próprio modelo de negócio, onde o cliente é parte indíspensável do processo de operação da empresa. Acreditamos que os melhores produtos são aqueles em que o cliente dá o seu pitaco. No Camiseteria não só o cliente dá pitaco em como devemos fazer as coisas, como também decidem quais serão os próximos produtos.

Esse conceito é poderossísimo. O marketing deixou de ser uni-direcional e passou a ser bi-direcional. Virou uma conversa, exatamente como o Cluetrain profetisou.

Esse conceito engaja o cliente a participar cada vez mais, transformando-o em um divulgador da marca. O Camiseteria é o open-source das camisetas!

O segundo conceito importante que esse site valoriza é o conceito de comunidade. Poucos e-tailer conseguiram transformar suas lojas virtuais em verdadeiras comunidades. A Amazon é claramente uma delas. A proposta do Camiseteria é justamente criar uma comunidade de designers e consumidores de camisetas onde todos poderão se comunicar, avaliando, criticando e elogiando o trabalho alheio. Mais uma vez, o marketing torna-se uma conversa.

Terceiro, trouxemos para o site diversos conceitos da blogosfera, tais como Blog, RSS de produtos e novidades, comentários e brevemente folksonomy (ou tags) e trackbacks. Todas essas novas ferramentas valorizam a experiência do usuário. Afinal, como dizia Tom Peters, "It's the experience, stupid!" : )

Quarto, e não menos importante, é o conceito do Long Tail, ou Cauda Longa, que diz que a boa parte dos melhores trabalhos (música, livros, etc) está escondida na parte final de um gráfico descendente de polularidade. E a tecnologia, notoriamente a Internet, proporciona que esses trabalhos até então obscuros tenham a visibilidade e reconhecimento merecido. No Camiseteria esse conceito se aplica na questão da votação das estampas, que permite que milhares de designers até então escondidos na cauda longa, possam ter a change de mostrar que seus trabalhos são merecedores de atenção e divulgação. É claro que a lei de Darwin continua valendo aqui. Tem que ser bom o suficiente para sair da cauda longa.

Quem quiser saber mais sobre as idéias por trás do Camiseteria pode acessar o Manifesto Camiseteria.

 





Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (1) | trackback (1)
Link para este post:




Sem parar!!!
agosto 16, 2005, 8:51 PM por Fabio Seixas

Tô a alguns dias sem postar no blog... Não era para menos....  estava finalizando os últimos detalhes do meu novo empreendimento junto com meus amigos Rodrigo David e Tiago Teixeira, o Camiseteria.

A maratona foi puxada, mas valeu a pena. O novo site ficou lindo!

Falarei mais sobre o Camiseteria nos próximos post.

 

 





Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (0) | trackback (0)
Link para este post:




Aprendendo com o CEO do Google
agosto 11, 2005, 10:04 PM por Fabio Seixas

Que tal algumas lições de empreendedorismo com Larry Page, co-fundador e CEO do Google? Ou então algumas dicas de como montar uma start-up vindas de Gary Kawasaki do Garage Ventures?

Confira nessa página alguns vídeos de palestras feitas por esses caras.

Via Business Oportunities





Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (0) | trackback (0)
Link para este post:




A Apple e o Lucro
agosto 9, 2005, 7:05 PM por Fabio Seixas

Esse post sobre o novo mouse da Apple me inspirou a escrever sobre como as empresas lidam com a questão lucro.

A Apple vem desde 2003 tendo resultados financeiros fabulosos. O gráfico das ações dela está ai para provar.

O que quero mostrar aqui é a estratégia da Apple em relação ao lucro. Enquanto a grande maioria das empresas tem seu foco e em seu principal objetivo na obtenção pura e simples de grandes lucros, a Apple tem outra estratégia.

Na Apple, lucro é conseqüência, não objetivo. Os enormes lucros vêm quando você se preocupa com o cliente, quando faz dele um parceiro, um evangelista da sua marca. A Apple coloca todos os seus esforços de marketing e de design na experiência do usuário. E o usuário corresponde a isso comprando da Apple e vendendo a Apple para os outros. Os clientes pagam para a Apple e ainda fazem propaganda dela!

É fato que existem outras empresas que focam exclusivamente no lucro e o obtém em grandes somas, mas acredito que se essas empresas focassem mais na experiência do cliente, seus lucros seriam ainda maiores.

Essa estratégia não é exclusividade da Apple. Google, Pixar, Sony fazem o mesmo. Aqui no Brasil citaria a OI.

Steve Jobs on money: "I was worth over $1m when I was 23, and over $10m when I was 24, and over $100m when I was 25, and, erm, it wasn't that important, erm, because I never did it for the money" From Triumph of the Nerds, 1996 TV documentary 

 

 





Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (0) | trackback (0)
Link para este post:




stormhoek update
agosto 7, 2005, 2:55 PM por Fabio Seixas

Em 23 de julho, escrevi sobre uma ação de marketing feita por Hugh Macleod para divulgação de um novo vinho.

Uma busca feita hoje no Google mostra que existe 6.260 páginas falando sobre o tal vinho.

Google Stormhoek

Bem, depois desse post, 6.261. 





Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (0) | trackback (0)
Link para este post:




O que os négocios podem aprender com o Open Source?
agosto 6, 2005, 10:19 PM por Fabio Seixas

Um dos melhores artigos que li este ano. 3 conceitos poderosos.

What Business Can Learn from Open Source

Alguns trechos:

"There's a name for people who work for the love of it: amateurs. The word now has such bad connotations that we forget its etymology, though it's staring us in the face. "Amateur" was originally rather a complimentary word. But the thing to be in the twentieth century was professional, which amateurs, by definition, are not."

....

"Work and life are supposed to be separate. But that part, I'm convinced, is a mistake."

....

"Many employees would like to build great things for the companies they work for, but more often than not management won't let them. How many of us have heard stories of employees going to management and saying, please let us build this thing to make money for you-- and the company saying no?"





Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (0) | trackback (0)
Link para este post:




Acordando para o RSS
agosto 3, 2005, 2:21 PM por Fabio Seixas

Um excelente artigo sobre os Web Publishers que estão dormindo em relação a implementação de RSS em seus sites.

"Smart publishers need to wake up and smell the RSS coffee because it's not just a flavor-of-the-day trend for bloggers. RSS is a permanent and fundamental change in the way content is delivered and experienced online. If they don't watch out, their Web sites just might die along with the traditional viewership model. "

 





Adicionar à: del.icio.us | Rec6 | My Yahoo 2.0
permalink | comentários (0) | trackback (0)
Link para este post:






    Powered by Movable Type